360 soluções à medida do cliente

Ana Pedras tem um passado profissional ligado à área financeira,tendo sido durante vários anos diretora financeira de algumas empresas.Quando decidiu apostar em algo seu,escolheu a Decisões e Soluções que, à época, era especialista em consultoria financeira e mediação de seguros. Volvidos 11 anos da sua mudança de vida, Ana Pedras é diretora de duas agências DS, ambas no Barreiro – a Barreiro Rio e a Alto Seixalinho - e fala com esperança renovada sobre o mercado imobiliário.

0
489
Ana Pedras, diretora de agência

O encontro entre Ana Pedras e a equipa da Valor Magazine aconteceu na loja mais nova – a DS Barreiro Rio – que conta com um ano de atividade e tem uma vista desafogada para o rio Tejo. A forma acolhedora e simpática com que a Valor Magazine foi recebida faz parte da filosofia da Decisões e Soluções – fazer o cliente sentir-se em casa.

Melhorar a qualidade de vida das pessoas

Ana Pedras foi diretora financeira de várias empresas e todo o seu passado profissional está relacionado com a área financeira. Com mais de 20 anos de profissão, sempre relacionada com a área financeira, nomeadamente nas áreas da Contabilidade e Fiscalidade, Ana Pedras é formada em Gestão e contabilista Certificada (inscrita na Ordem dos Contabilistas Certificados e na Ordem dos Economistas): “A minha mãe foi bancária durante muitos anos e muitas pessoas já me reconheciam por isso. Depois, com a evolução do meu percurso profissional, fui sendo contactada por clientes que vinham por indicação de outros”. A Decisões e Soluções surgiu quando procurava dedicar-se a um projeto próprio: “Após o meu trabalho como diretora financeira, resolvi dedicar-me a algo meu e, depois de alguma pesquisa e ponderação, encontrei na Decisões e Soluções uma empresa com a qual me identifiquei, sobretudo no que respeita ao objetivo final do nosso trabalho – melhorar a qualidade de vida das pessoas. Avancei e abri a primeira agência – a do Alto Seixalinho – em finais de 2008, em plena crise económica, embora a inauguração tenha tido lugar em fevereiro do ano seguinte”.

Nessa época, a DS dedicava-se exclusivamente à consultoria financeira, atualmente conhecida por intermediação de crédito, embora trabalhasse de muito perto com mais de 40 imobiliárias na região do Barreiro: “Por altura da crise económica, muitas imobiliárias fecharam e nós percebemos isso porque trabalhávamos em parceria com elas, nomeadamente no que respeita à análise e preparação de créditos – maioritariamente crédito habitação, mas também créditos pessoais, leasings, crédito automóvel, para particulares e empresas. Quando a crise atingiu o seu máximo, tivemos de nos reinventar”.

A mesma coisa aconteceu no que respeita à mediação de seguros, que a Decisões e Soluções introduziu um ano após Ana Pedras abrir a primeira agência: “Tínhamos especialistas dedicados à parte financeira e, posteriormente, também formados em mediação de seguros, sempre em busca de servir o cliente o melhor possível e encontrar-lhe a melhor solução, quer no que respeita ao crédito para a compra de casa, quer aos seguros obrigatórios e outros que o cliente precisasse”.

Em 2011, surgiu finalmente a área imobiliária: “No pós-crise, a legislação mudou e veio permitir o aceso das imobiliárias a outras atividades. Assim, a Decisões e Soluções pôde obter a licença AMI para mediação imobiliária – a DS Barreiro foi das primeiras agências DS a ter esta licença, obtida em abril de 2012 – e foi também a partir daí que surgiu o serviço “Soluções 360”.

Consultoria 360: um serviço diferenciado

A solução 360 é uma aposta DS que implica ajuda aos clientes em variados aspetos, desde a compra do imóvel, até à intermediação do crédito, de todos os tipos, bem como fazer um seguro. Todos estes serviços se aplicam a particulares e empresas. É uma solução de consultoria que assenta na perfeição na filosofia da Decisões e Soluções: “A partir daqui, foi possível realmente fornecermos ao cliente um serviço completo, de ajuda e consultoria em todas as vertentes. O cliente pode entrar para comprar uma casa, contratar um crédito ou fazer um seguro e nem sempre sabe o que quer, nós ajudamos a clarificar e adequamos a soluções a cada caso. Para compra de casa, adaptamos a pesquisa de imóveis à sua capacidade financeira, indo de encontro as necessidades e gosto dos clientes”.

Esta análise é feita em simultâneo pelas duas equipas – consultores imobiliários e especialistas de crédito. Esta é uma área sensível para Ana Pedras, dado que a própria tem um passado financeiro: “Confesso que desmonto todas as Fichas de Informação Normalizada de todas as simulações que peço para um crédito. Interessa-me que os clientes compreendam exatamente o que estão a comprar, quanto lhes irá custar aquele empréstimo e, para isso, separo todos os valores e faço questão de explicar cada um deles. No final, explico a minha conclusão sobre um crédito – que, por vezes, pode até ter um spread mais alto – mas fica mais barato ao cliente. Os clientes têm uma mais-valia adicional de aconselhamento fiscal gratuito e os próprios consultores sentem-se mais seguros no aconselhamento que prestam aos clientes”. No que respeita aos seguros, o processo é exatamente o mesmo: “Os clientes tem ao seu dispor equipas especializadas em imóveis, créditos e seguros. O cliente sente que tem sempre um consultor disponível para si e, caso seja necessário, uma equipa de especialistas”.

Para Ana Pedras, o objetivo último é que os clientes encontrem na DS Barreiro – em qualquer uma das duas lojas – um serviço completo, de proximidade e, sobretudo, sintam que têm sempre alguém que os irá ajudar, seja qual for o problema. Esta entrega parece estar a resultar, uma vez que a empresa cresceu exponencialmente, em pouco mais de um ano, e a equipa continua a crescer.

Literacia financeira: uma lacuna que falta suprir

Ana Pedras reconhece que as gerações mais novas e que mais utilizam a Internet estão mais informadas sobre os conceitos financeiros e bancários, mas na verdade isso não significa que os saibam descodificar e entender totalmente, pelo que a explicação fornecida pelos especialistas financeiros da DS é fundamental. No que respeita às gerações mais velhas, o problema prende-se com a dificuldade que têm em aceitar que as entidades bancárias não voltarão a conceder empréstimos como o fizeram em décadas anteriores: “Os mais jovens estão cientes das novas regras bancárias, nomeadamente da necessidade dos 10 por cento de capital próprio, para poder investir num imóvel, mas os mais velhos ainda acreditam que os bancos vão voltar a conceder créditos com as facilidades que anteriormente existiam – e que levaram à última grande crise económica.

Na verdade, as nossas agências já coordenaram, em conjunto com a Câmara Municipal do Barreiro e mesmo com a Junta de Freguesia, alguns workshops, para darmos formação sobretudo no que respeita à gestão do orçamento familiar e das despesas correntes. A literacia financeira é fundamental e, se começasse nas escolas, era o ideal”.

“Quero vender casas e não ter casas à venda”

Quem o diz é a diretora das duas agências DS do Barreiro. Para Ana Pedras, o fundamental não é ter muitos imóveis à venda, mas sim angariar uma casa e conseguir efetuar a venda rapidamente: “Isso consegue-se com uma boa angariação. Os nossos consultores têm formação para fazer a avaliação de um imóvel, tal como fazem as entidades bancárias, pelo que quando angariam um imóvel avaliamno de forma justa. A venda do mesmo fica, logo à partida, facilitada”. Todavia, vender casas não termina na angariação do imóvel: “Há uma preocupação posterior, no que respeita ao home staging e às sessões fotográficas, executadas por profissionais, para que coloquemos boas fotos no nosso site e passemos uma ideia real do potencial do imóvel. Além disso, elaboramos um plano de marketing personalizado para cada imóvel, explicamos ao cliente exatamente o que vamos fazer (e quando vamos fazer) pelo seu imóvel. Vamos dando informação periódica e tomando ações corretivas na promoção do mesmo, se necessário. Envolvemos o cliente connosco na venda e promoção do imóvel, para que não se sinta «abandonado»“. O desequilíbrio entre a oferta e a procura faz com que, atualmente, um imóvel particularmente interessante seja facilmente vendido. O mercado de arrendamento, porém, é uma solução existente mas que Ana Pedras não aconselha a quem tenha capacidade de pedir um crédito habitação: “As rendas estão mais altas do que muitas prestações bancárias, pelo que só aconselho o arrendamento a pessoas que ainda não tenham os 10 por cento de valor monetário para a entrada do financiamento da habitação, como o Banco de Portugal atualmente obriga ou pessoas que não tenham um rendimento mensal estável. Há ainda casos de profissionais deslocados, por motivos de trabalho, a quem também não interessa a compra de um imóvel. De resto, creio que a melhor solução é mesmo a compra”.

A falta de construção nova no Barreiro e localidades circundantes faz com que a reabilitação urbana seja a solução para quem quer investir numa habitação: “No Barreiro há já muitos anos que não existe construção nova. Ainda assim, a reabilitação dos imóveis existentes tem garantido alguma oferta, inclusivamente para investidores particulares, que colocam depois a habitação no mercado de arrendamento”. Quem compra ou arrenda casa no Barreiro, Moita, Alhos Vedros, Pinhal Novo ou Palmela já paga mais atualmente do que na época da crise económica: “Os valores estão a subir, mas creio que a crise nos ensinou que não devemos especular em demasia e neste momento é o que acontece. Antes, arrendávamos um T2 por 350 euros e hoje isso já não acontece. Não conseguimos encontrar uma renda para essa tipologia abaixo de 450 euros”.

“O Barreiro é um excelente ponto estratégico”

Ana Pedras tem esperança num mercado imobiliário renovado e mesmo no surgimento de construção nova no Barreiro e nas localidades circundantes e salienta as vantagens de viver na região: “O Barreiro fica situado a 20 minutos de barco de Lisboa, está equidistante de ambas as pontes que dão acesso à capital e temos também excelentes praias de Setúbal e na Costa da Caparica. Além disso, esta região está a ser alvo de muita reabilitação, que renovará a região e a DS assume o compromisso de mostrar a qualidade de vida que esta região – com o rio Tejo a seus pés – tem para oferecer”.

www.decisoesesolucoes.com/agencias/barreiroaltoseixalinho www.decisoesesolucoes.com/agencias/barreirorio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here