“A Covid-19 fez-nos aproximar das pessoas”

A Mercearia de Portugal nasceu em plena crise económica, quando muitos jovens portugueses estavam a emigrar, para procurar melhores condições de vida. Inicialmente, o objetivo era fazer chegar produtos tradicionais portugueses aos emigrantes, um pouco por toda a Europa, mas com o negócio a crescer, o próximo passo é começar a enviar para outros mercados. A Covid-19 veio ajudar a Mercearia de Portugal a crescer e Filipe Perdigão, administrador da empresa, quer continuar a fornecer qualidade e tradição aos seus clientes.

0
869
Imagem: Wikimédia

Como surgiu a Mercearia de Portugal?

A criação da Mercearia de Portugal surge na altura de crise e no “boom” da emigração de jovens portugueses. Na altura, enviávamos produtos a familiares residentes no Reino Unido e os elevados custos de transporte e as várias dificuldades que se impunham fizeram surgir a ideia da criação da Mercearia de Portugal, com o intuito de facilitar a compra e envio de produtos portugueses para toda a Europa.

Que produtos têm disponíveis?

A ideia inicial é de comercializar apenas produtos portugueses e tradicionais. Posteriormente, e dada a possibilidade de fazer crescer a nossa oferta, e mediante alguns pedidos de clientes, Foram sendo adicionados alguns produtos estrangeiros, ainda que tenhamos como princípio o conceito “compre o que é nosso”.

Como selecionam os artigos que disponibilizam?

Não existe um processo de seleção obrigatório, por assim dizer. Os produtos disponibilizados no nosso site provêm de uma primeira seleção feita por nós, de pedidos dos nossos clientes, que nos dão ideias e mostram as suas necessidades, e também de propostas de fornecedores e de pequenos produtores, que tentamos sempre ajudar e dar a conhecer.

No que respeita ao embalamento e acondicionamento dos produtos, como garantem que este é feito de forma segura e correta?

Os produtos são praticamente todos embalados e acondicionados pela nossa equipa. No caso dos artigos mais frágeis, como garrafas de vinho, são devidamente protegidas individualmente, com material próprio. Produtos como queijos ou enchidos são também embalados a vácuo, de modo a garantir a sua máxima qualidade aquando da entrega ao cliente.

Que garantias é possível dar ao consumidor de que todos os produtos são tradicionais portugueses e que a qualidade não se deteriora, por exemplo, durante o transporte até ao cliente?

Fazemos todos os possíveis para garantir a máxima qualidade dos produtos na altura da entrega ao cliente, porém, e apesar de 99,9% dos envios chegarem em perfeitas condições ao cliente, falamos de envios de milhares de quilómetros, pelo que não estamos livres de algum dano ou imprevisto. Nestas raras situações, garantimos sempre o reenvio ou devolução aos nossos clientes.

Para onde enviam?

Neste momento enviamos para toda a União Europeia, mas o nosso objetivo é expandir a Mercearia de Portugal para outros mercados.

Com as dificuldades trazidas pela pandemia da Covid-19, como está a Mercearia de Portugal a adaptar-se a esta nova realidade?

Esta pandemia trouxe para a Mercearia de Portugal um inesperado “boom” de trabalho e encomendas, novos clientes e mais visibilidade. Tivemos de aumentar a nossa equipa e foi, desde logo, decidido que os preços não seriam inflacionados. Foi também bom sentir que ajudámos, e ajudamos, muitas pessoas que nos ligam porque estão fora e têm familiares idosos que não podem sair de casa ou porque nos supermercados mais próximos não há bens essenciais como massa ou arroz. Temos tido uma maior aproximação à realidade do que anteriormente, e é uma realidade muitas vezes chocante, à qual não estamos habituados.

Sentiram um aumento dos vossos consumidores, dado que grande parte dos países europeus impôs medidas de confinamento obrigatório?

Sim, temos nesta altura cerca de 10 vezes mais trabalho do que no período homólogo. Devido a esta situação, as compras online tornaram-se a opção preferida, incluindo a de produtos alimentares, e a Mercearia de Portugal foi a opção de muita gente, tanto em Portugal como no estrangeiro.

Como vê o presente e o futuro deste projeto?

A Mercearia de Portugal é um projecto que já conta com seis anos de existência e tem apresentado um crescimento notável.Começou precisamente como um negócio de garagem, com pouco material e apenas um trabalhador. O nosso público-alvo era apenas o emigrante português, enquanto consumidor final. Hoje, trabalhamos com muitas lojas e restaurantes portugueses, e não só, espalhados um pouco por toda a Europa. É também verdade que Portugal está na moda e é bem visto pelos seus turistas e visitantes, não só pelo Sol e pelas praias, mas também pela qualidade dos seus produtos. Como tal, temos tido uma crescente procura de clientes estrangeiros que visitam o nosso país, provam os nossos produtos e procuram obtê-los nos seus países de residência. Falamos principalmente dos países nórdicos e que procuram, na sua maioria, os nossos vinhos e licores.

www.merceariadeportugal.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here