Cada projeto obriga a inovar

A Actuariado atua na área da consultoria atuarial há mais de 30 anos. Os seus principais clientes são as seguradoras, logo seguidas das entidades gestoras de fundos de pensões e as associações mutualistas. Carmen Oliveira, senior actuarial partner da empresa, explicou exatamente quem são e o que fazem estes consultores.

0
639
Carmen Oliveira, senior actuarial partner

Com 30 anos de atividade, como avalia esta área de atividade?

A Actuariado é uma empresa de consultoria atuarial com longa experiência, que nesta atividade é uma mais-valia. Esta área está sujeita a constantes alterações, essencialmente de ordem legislativa. Exemplo disso é o regime de Solvência II, que veio melhorar a transparência e sustentabilidade da atividade seguradora. Para além das seguradoras, que são os nossos maiores clientes, também trabalhamos com sociedades gestoras de fundos de pensões, associações mutualistas e empresas que assumem responsabilidades com benefícios pós-emprego.

Como define a sua atividade a quem não a conhece?

Os atuários são uma classe profissional com background académico nas áreas da matemática ou economia, com especialização em ciências atuariais. Esta ciência avalia a gestão de riscos. Em Portugal, os atuários trabalham maioritariamente em riscos associados à gestão de seguros e pensões, como o cálculo dos prémios de seguros. Noutros países, existem atuários com papel de destaque em setores como a banca, empresas de análise de dados e departamentos de recursos humanos, em cálculos de benefícios de reforma.

A Actuariado trabalha em conjunto com seguradoras, mútuas e entidades gestoras de fundos de pensões. Como funciona essa colaboração?

O nosso mercado é preferencialmente as pequenas e médias empresas, onde somos privilegiados com uma relação muito próxima entre cliente e consultor. Conseguimos criar laços de confiança com os nossos clientes e prestar um serviço com uma elevada qualidade técnica. O lema é ir para além do que nos é exigido, ajudar através do diálogo e proximidade no que seja preciso, passando também conhecimento. Esta postura faz-nos evoluir, tornando-nos mais aptos para enfrentar futuros desafios. Costumo dizer aos atuários consultores no início da carreira que esta atividade é de desafios e nunca será uma rotina. Cada projeto obriga a inovar. Esta dinâmica tem- nos permitido afirmarmo-nos como empresa de referência, tanto em Portugal como nos países de expressão portuguesa.

Como classificaria esta profissão no mercado português?

Os atuários são uma peça-chave na indústria seguradora e de fundos de pensões em Portugal. Trata-se de uma profissão valorizada, devido à elevada importância desta, bem como pela escassez de profissionais qualificados, com especialização em ciências atuariais. A implementação da IFRS 17 também irá envolver atuários, dado que dominam o cálculo dos passivos. Os desafios são muitos e os setores de atividade onde o atuário tem competências para exercer são muito variados e interessantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here