Finanças: Mário Centeno acredita que a recuperação total da crise levará dois anos

0
88
Imagem: dicasdaitalia

O ministro das Finanças português, Mário Centeno, e presidente do Eurogrupo, acredita que o impacto do coronavírus em Portugal será grande, particularmente neste trimestre, que terminará em junho, onde o próprio estima que haja uma contração do PIB cerca de cinco vezes pior do que alguma vez ocorreu.

Neste momento, estima-se que, por cada 30 dias que a economia esteja parada, haverá uma queda no PIB de cerca de 6,5%.

O ministro das Finanças afirma ainda que nada disto tem comparação com nenhuma crise económica anteriormente vivida, pois esta é uma crise causada por uma razão de saúde pública, e que afeta todo o mundo em simultâneo.

Para recuperar, Mário Centeno prevê cerca de dois anos – para voltar a números como de 2019 – mas tal só será possível se a crise for contida neste segundo trimestre do ano. Tal como António Costa, o ministro das Finanças afastou a possibilidade de medidas de austeridade, justificando que esta crise não é estrutural.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here