HousePoint: criada para simplificar processos

A HousePoint nasceu em abril de 2017, com o grande objetivo de reunir, num só conceito, quatro grandes agentes do segmento do mercado da construção e do imobiliário. Em 2020, dispõe de uma cobertura de serviços em grande parte do território nacional e Márcio Anjos, coordenador nacional da empresa, faz um balanço positivo e conta consolidar todo o processo de crescimento até ao final do ano.

0
354
Márcio Anjos, coordenador nacional

Quando a HousePoint surgiu, em abril de 2017, a estratégia assentava em trabalhar apenas um mercado específico e concentrado entre os distritos de Coimbra, Aveiro e Porto: “Todavia, no início de 2019, e numa breve conversa informal, fui desafiado a estender a área de atuação a grande parte do território nacional, estando hoje presente desde Braga até Lisboa e Setúbal, e também com presença no Algarve”, recorda Márcio Anjos, o coordenador nacional da empresa.

Assente em quatro áreas estratégicas de serviços, o projeto nasceu para dar resposta a algumas questões que o mercado anunciava, nomeadamente a dificuldade de encontrar imóveis de qualidade, a ainda maior dificuldade para os adquirir e a indisponibilidade da maioria das pessoas para construir a sua própria casa: “São processos de complexidade alargada e muitos não têm tempo para gerir todo um conjunto de trabalhos por sua conta e risco. A HousePoint agrega num só conceito de serviços, várias áreas técnicas nomeadamente a arquitetura e a engenharia civil, articuladas com a construção civil e toda a coordenação técnica e fiscalização da obra. Durante todo o processo, todas as diligências necessárias entre as várias instituições (Câmaras Municipais e outras entidades públicas, e demais empresas inerentes ao processo de construção e licenciamento), são asseguradas pela nossa equipa técnica interna, composta por gestores, todos com formação superior ao nível da engenharia civil”.

SERVIÇOS DISPONÍVEIS:

Cliente Final

Escolha o seu projeto, e a equipa técnica tratará de todos os processos, ajustados aos seus interesses e disponibilidades. Usufrua de um serviço de gestão e acompanhamento técnico durante todo o processo até à conclusão da execução, e beneficie ainda de 2 anos de assistência técnica pós-receção do projeto construído.

Empresa de construção

Inicie, desenvolva e termine a construção sem complicações. Agora é mais fácil gerir e cumprir os contratos de empreitada.

Mediação Imobiliária

Disponha de um serviço e de uma oferta de produtos que irão alavancar o seu negócio. Acelere a procura dos terrenos que promove, com a adaptação e validação técnica feita previamente, para o sucesso do licenciamento.

Gabinete de projetos

Deixe as horas de trabalho na compreensão do cliente connosco. A fluidez dos projetos e o retorno eficaz do seu trabalho, são o nosso compromisso.

UM GESTOR ATENTO AO DESENROLAR DO PROJETO

Cada projeto desenvolvido pela HousePoint tem um gestor associado. Márcio Anjos explica a sua importância de forma simples: “Num processo de construção de uma casa, todas as áreas técnicas devem estar em perfeita sintonia, para que os processos possam fluir normalmente durante as várias etapas. A função desempenhada pelo Gestor de Projeto é a de facilitar todos os interlocutores no processo, pois é alguém que possui os conhecimentos necessários para saber gerir e coordenar as operaçõesem cada momento. Ou seja, o cliente tem ao seu lado, um Gestor que não só coordenará todas as etapas, desde o licenciamento até à execução da obra, mas também fiscalizará a correta execução da mesma e assumirá as responsabilidades que a este serviço estão associadas. Ao mesmo tempo, será um formador de conteúdos para com o cliente, explicando-lhe como os trabalhos são executados e quais os materiais aplicados nas várias etapas. Assim, o cliente irá conhecer a sua casa como a palma da sua mão”.

A importância dos recursos e a sua formação é, pois, muito importante: “O mais difícil é a gestão de pessoas. É necessário desenvolver todo um trabalho de formação e valorização das pessoas, de acordo com o seu empenho e capacidades demonstradas. Para além das suas competências académicas e profissionais ligadas à engenharia civil, procuramos também pessoas com elevado espírito de grupo, níveis de resiliência e autonomia própria relevantes”.

Quando questionado sobre o balanço de 2020, Márcio Anjos é perentório em assegurar que o ano não corresponde aos objetivos iniciais, mas garante que ainda é positivo: “Com os dados que dispomos à data atual, irá ser um ano muito positivo, não só a nível de resultados financeiros, mas muito pela forma como nos adaptarmos a estar mais perto dos nossos clientes, utilizando todos os meios tecnológicos que dispomos”. Além disso, a HousePoint tem prevista a contratação de mais colaboradores, já a partir do segundo semestre do ano.

Em relação a 2021, o coordenador nacional da HousePoint considera que os efeitos da crise pós-pandemia se farão sentir ainda mais, assume a sua disposição para trabalhar e minorar esses efeitos.

http://www.housepoint.pt

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here