Novas regras bancárias para acesso a crédito

0
203
Imagem: Diário As Beiras

Com a entrada em vigor do Orçamento do Estado para 2020, entram também em vigor as medidas aí previstas para travar a taxa de esforço e a maturidade dos empréstimos.

A recomendação é do Banco de Portugal, que está preocupado com a evolução dos pedidos de crédito ao consumo por parte das famílias portuguesas.

A partir desta quarta-feira, o tempo máximo de pagamento de um crédito pessoal passa a ser de sete anos, no que respeita a aquisição de crédito para férias ou para compra de artigos para o lar. Se o crédito pessoal for aplicado na aquisição de um automóvel, ou na saúde ou educação, a maturidade continua a estender-se até 10 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here