“Nunca parámos de trabalhar e ainda crescemos”

Em 2008, Rosária Santos viu-se obrigada a procurar um novo emprego, pois não podia continuar na função que desempenhava. As limpezas foram a solução encontrada e, o que começou por ser um trabalho em nome individual, tornou-se na Limpo Bem Limpinho, uma empresa que opera em todo o tipo de limpezas e que está em fase de expansão.

0
491
Rosária Santos, diretora

Porque resolveu iniciar esta empresa?

Em 2008, tive de me despedir do meu trabalho anterior, devido a motivos pessoais. Surgiu a ideia de começar a fazer limpezas e procurei trabalho, batendo de porta em porta, falando com administradores de condomínios e, neste meu caminho, encontrei algumas pessoas que me deram a oportunidade de mostrar o meu trabalho. Foi assim que surgiu a Limpo Bem Limpinho. Comecei como empresária em nome individual, mas com a ajuda dos clientes e a sua confiança no meu trabalho, bem como dos meus excelentes colaboradores, que estiveram ao meu lado incondicionalmente, a LBL cresceu e tornou-se em empresa. Atualmente, tenho 20 colaboradores a trabalhar comigo e oito carrinhas. Todos os dias temos trabalho e as pessoas já procuram os nossos serviços.

Quais as áreas de atuação em que estão presentes?

A Limpo Bem Limpinho efetua serviços em condomínios (escadas e garagens), limpezas domésticas, em escritórios e lojas e ainda limpezas pós-obras. Também efetuamos limpezas em clínicas e consultórios e jardins de infância.

Muitos dos serviços que disponibilizam implicam a entrada em casa dos clientes. Como ultrapassaram essa questão, em tempo de confinamento?

A LBL não parou a sua atividade, assegurando todos os cuidados com os colaboradores, usando máscaras, luvas e desinfetantes e, acima de tudo, transmitindo o máximo de confiança aos nossos clientes. Fizemos questão de explicar a importância da limpeza numa altura de pandemia e de deixar claro que estávamos preparados para a efetuar em segurança. Não foi difícil que confiassem em nós, pois já conhecem o nosso trabalho.

Quais as diferenças pré e pós-pandemia, no que respeita ao vosso trabalho?

A LBL sempre teve em atenção a limpeza e desinfeção dos espaços, limpando com muito cuidado todas as zonas de utilização coletiva (WC, secretárias, ratos, teclados, telefones, maçanetas, corrimões, etc…). Pós-pandemia, esse cuidado foi reforçado, utilizando desinfetantes específicos contra o vírus e incutindo essa responsabilidade aos nossos colaboradores, para que todos os cuidados fossem assegurados, para nossa segurança e dos clientes. Utilizamos golas de proteção, máscaras e luvas e todos os dias nos reunimos para reforçar a importância de assegurar todas as normas de segurança e transmitindo toda a calma, pois lidamos com pessoas e emoções e ninguém esperava passar por algo assim.

A vossa recente expansão irá permitir aumentar a vossa área de atuação?

No passado mês de julho, resolvi expandir a LBL. Temos alguns clientes na Margem Sul e dispensávamos um dia na semana para poder enviar uma equipa e efetuar os serviços contratados, mas deixou de ser suficiente, devido a bastantes pedidos para essa zona. Por essa razão, resolvi abrir um novo escritório, que nos pudesse apoiar e chegar a várias zonas na Margem Sul. O local encontrado e escolhido foi a Moita, zona bastante central. É uma aventura, pois vamos começar quase do zero – eu não domino a zona e ninguém conhece a nossa empresa – mas a verdade é que já temos alguns serviços contratados e outros contactos bastante positivos. Vamos poder ajudar mais pessoas, tanto como empregadores, que é muito importante nesta altura, como oferecer os nossos serviços com honestidade e responsabilidade.

Que análise faz do mercado atualmente?

No início desta pandemia, o pânico foi geral, quer a nível de clientes, quer de funcionários e mesmo eu, mas tive de manter a calma para manter unida, otimista e firme a minha equipa. Tivemos bastantes clientes a suspender os serviços por motivos de encerramento de empresas, receios de estar em contacto com pessoas fora do círculo familiar restrito… mas uma vez que a LBL efetua serviços em várias áreas, enquanto algumas pararam – como o caso do alojamento local – outras solicitaram limpezas extras, como os condomínios, e acabou por ser possível equilibrar a faturação. Aliás, ressalvo que muitos dos nossos clientes efetuaram os pagamentos dos serviços de igual forma, mesmo com a suspensão em vigor, o que muito lhes agradeço. Além deles, é importante referir também os meus colaboradores, que estiveram sempre disponíveis para trabalhar. Atualmente, estamos a voltar ao normal e muito poucos foram os clientes que não voltaram. Reconheço que a retoma económica vai ser muito demorada, em certos setores, mas na área da limpeza penso que vamos conseguir ultrapassar.

www.limpobemlimpinho.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here