Pavilhão Rosa Mota reabre com novo nome

Agora designado Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota, este espaço foi reaberto ontem. A atleta que dá nome ao pavilhão não esteve presente, bem como o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

0
84
Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota (Foto: porto.pt)

O pavilhão Rosa Mota, um dos símbolos da cidade do Porto, reabriu ontem, com a presença do Presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, mas com a ausência – notada – da atleta que dá nome ao espaço.

Rosa Mota diz-se “enganada”, pois não queria ver o seu nome associado à marca de bebidas alcoólicas que patrocinou as obras necessárias naquele espaço. Em carta endereçada à autarquia, deu conta disso mesmo. A cerimónia inaugural não contou, também, com a presença dos vereadores da oposição da Câmara Municipal do Porto, bem como do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa que, estando convidado para o evento, não compareceu por motivos de saúde, que implicaram a realização de exames médicos.

Inaugurado ao fim de seis anos

Depois de seis anos fechado, o Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota reabriu. Com uma capacidade total para oito mil pessoas, o espaço pode acolher eventos variados, desde concertos, congressos, feiras, exposições, e outros eventos desportivos e culturais. Dotado de um centro de congressos, quatro salas para eventos empresariais, uma zona de exposição e bancadas retráteis, que se adaptam ao evento em causa, este é um espaço totalmente renovado e que já tem eventos planeados: os Ornatos Violeta vão estrear a sala, já no dia 31 de outubro, seguindo-se o projeto Amar Amália, a 16 de novembro e Rui Veloso, a 14 de dezembro.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here