Primeiro-ministro recusa austeridade no combate à crise

0
204
Primeiro-Ministro António Costa | Imagem: jornal SOL

O Orçamento Suplementar foi ontem aprovado na generalidade, no Parlamento, com o voto favorável do PS, e António Costa considera que este documento é uma peça muito importante para o combate à crise gerada pela pandemia. O primeiro-ministro continua a rejeitar a austeridade como solução.

As declarações foram feitas no Twitter, onde António Costa explicou que esta crise tinha ido muito além da saúde pública, afetando também a vida e o rendimento dos portugueses.

A partir desta quinta-feira, o Orçamento Suplementar começa a ser discutido na especialidade, iniciando-se com audições a secretários de Estado do Ministério da Saúde, seguindo-se, na sexta-feira, audições a secretários de Estado do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here