“Um bom ambiente laboral aumenta a produtividade”

A Medseghi foi criada em 2014 e, de há seis anos para cá, tem vindo a estabelecer relações de parceria e proximidade com os seus clientes, através da prestação de serviços personalizados nas áreas da Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho (HSST). Vânia Coelho, diretora da empresa, realça a importância que a existência de um bom ambiente de trabalho tem na produtividade e relembra as medidas de proteção para fazer face à Covid-19.

0
480
Vânia Coelho, diretora

Quando foi constituída a Medseghi?

Com o desenvolvimento industrial e a evolução e criação de novos e diferenciados contextos de trabalho, tornou-se emergente a criação de uma empresa que suprisse as necessidades do mercado, e fosse de encontro aos requisitos das empresas: um serviço personalizado e único a cada cliente, diferente do que estes estão habituados e que necessitam, mas sim os parceiros que lhes organizam os serviços de HSST de forma personalizada para cada empresa, e não mais uma prestadora de serviços «padronizados» que analisam as normas de HSST dos mesmos.
Na Medseghi temos os locais de trabalho de extrema importância, pois é ai que os indivíduos despendem grande parte do seu tempo, sendo fundamental que os mesmos reunam as condições necessárias para que a sua atividade profissional decorra nas condições ideais. Daí ser essencial que as empresas de HSST, criem uma estreita relação com os clientes, e foi a existência desta lacuna na prestação externa dos serviços ao mundo laboral que foi criada em 2014 a Medseghi, uma microempresa de Saúde, Higiene e Segurança no Trabalho, sediada em Barcelos, aliado ao princípio fundamental da atividade da Medseghi: promover espaços mais saudáveis e seguros, a cada empresa e por cada trabalhador!

De que serviços dispõem?

A Medseghi tem como objeto social a prestação de serviços externos de que as entidades empregadoras possam necessitar, nomeadamente a organização dos serviços de Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho, bem como Formação Certificada nesta vertente; Higiene e Segurança Alimentar; Coordenação de Segurança em Obra (Públicas e Particulares); Ginástica Laboral, Consultadoria, entre outros, tudo isto, tendo sempre em vista o bem-estar laboral, numa lógica de prevenção, transmitindo às empresas as informações necessárias para que estas, para além de cumprirem a legislação, sintam como resultado no cumprimento das medidas que apresentamos a redução de acidentes de trabalho, doenças profissionais e abstenção ao trabalho, tendo trabalhadores motivados e que se sintam integrantes da empresa e não massa humana produtiva, tendo como resultado empresas com maior produtividade e mais competitivas.

Num futuro muito próximo vamos ter ainda o serviço de Medicina Desportiva.

Como garantem a formação da vossa equipa?

A equipada Medseghi é constituída por membros de diferentes áreas (saúde, gestão, ambiente, construção civil, higiene alimentar, psicossociologia, etc.), de forma a garantir a melhor resposta a todos os clientes. Procuramos ativamente formação, que fornecemos à nossa variada e especializada equipa, com base num persistente e atento trabalho, junto das entidades reguladoras dos serviços que prestamos (ACT, ANPC, DGS, ASAE, SEF, APA, entre outras), para estarmos atualizados.

Equipa Medseghi

As empresas já reconhecem a importância da HSST?

A consciencialização da Higiene, Segurança e Saúde laboral é cada vez mais uma realidade fundamental no tecido empresarial português, no entanto este é constituído, maioritariamente, por pequenas e médias empresas familiares que não estavam sensibilizadas para estas questões. Esta mudança teve, em parte, influência nas grandes e bem-sucedidas empresas instaladas dentro e fora de Portugal, que exigem evidências comportamentais destes parâmetros e instigam à mudança de atitude. A intervenção da Medseghi passa pela sensibilização e gostamos de acreditar que o papel que desempenhamos e surte efeito na sustentabilidade e modernização das empresas. Produtividade e segurança têm de ser sobrepostas no mesmo patamar, mas o caminho a percorrer ainda é longo.

Como é possível combater o stress ocupacional?

Com a criação de medidas de prevenção, criando ambientes de trabalho onde os indivíduos se sintam concretizados, seguros e integrados. Medidas simples, como tempos de descanso em ambientes acolhedores, ou a adoção da ginástica laboral nos variados contextos, auxilia na prevenção do stress ocupacional. Da mesma forma, o incentivo pela gestão organizacional dos tempos de trabalho, tarefas e recursos humanos e materiais causa um enorme impacto na saúde mental dos indivíduos. Esta é uma questão que é frequentemente negligenciada, no entanto, devemos recordar que a saúde é o pleno bem-estar físico e mental e, na sequência de colaboradores saudáveis, geram-se ambientes de trabalho igualmente salubres, aumentando a sustentabilidade das empresas. Deve estabelecer-se como medida preventiva, um acompanhamento emocional atento a todos os trabalhadores. A Entidade patronal deve inquirir regularmente os trabalhadores, evitando assim o surgimento destes problemas.

No que respeita à CoVid-19, que medidas devem ser adotadas?

Todas as recomendações da DGS devem ser seguidas. Só devem continuar abertas as empresas em que a hipótese de teletrabalho não seja possível, ou em que não exista atendimento ao público. No caso de as instalações continuarem abertas, devem ser avaliadas quais as tarefas imprescindíveis de continuar e aquelas que podem reduzir ou até mesmo encerrar. Do mesmo modo, deve ser equacionado os trabalhadores que são necessários manter, tendo em consideração o estado individual de saúde de cada um e os que, pelas suas tarefas, acarretam um maior risco de contágio. É igualmente recomendado que todas as empresas, possuam um local, onde, no caso de suspeita de infeção por SARS-CoV-2/CoVid19 se possa proceder ao isolamento do mesmo, garantindo uma menor probabilidade de contágio. Os trabalhadores devem manter uma distância de um metro e, no que respeita aos períodos de descanso, estes devem ser rotativos, para evitar aglomerados. Todas as superfícies devem ser regularmente higienizadas. Luvas, máscaras, soluções desinfetantes e qualquer outro material de proteção deve ser assegurado pela empresa.

Quais os desafios futuros?

Manter a diferença e individualidade, preservando a saúde e segurança dos trabalhadores, criando metodologias e princípios, específicos para cada situação. Acresce a estes desafios, o que atualmente estamos a viver no que respeita à Covid-19. O maior desafio será manter a sustentabilidade das pequenas e médias empresas, aliado ao desencadear de uma série de situações novas para o país e empresas, quer económicas, quer emocionais e para as quais a MEDSEGHI estará presente para dar resposta às empresas com motivação, seriedade e inovação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here