Vai comprar casa pela primeira vez? Saiba por onde deve começar!

0
1015
Ana Morgado, CEO e executive manager

Comprar casa pela primeira vez é um acontecimento digno de registo, que será certamente lembrado para o resto da sua vida. Resta saber se será pelos melhores motivos!

Se já tomou essa decisão, deve informar-se o melhor possível de todo o processo, para saber exatamente o que tem pela frente.

AVALIE DA SUA CAPACIDADE FINANCEIRA

Antes de mais nada, deve garantir que tem capacidade financeira para fazer a compra.

Avalie a sua taxa de esforço de acordo com os seus rendimentos. Tenha também em conta que comprar casa implica ter disponível um valor a ser entregue como sinal e princípio de pagamento na assinatura do Contrato Promessa de Compra e Venda, que normalmente se situa entre os 10 % e 20% do valor da aquisição. Prepare ainda um valor para o pagamento do IMT, do Imposto de Selo e da escritura e tenha ainda atenção que os bancos cobram algumas despesas de abertura de processo, avaliação bancária e outros custos.

Estes valores terão de estar disponíveis em dinheiro, na sua conta bancária.

PEÇA A PRÉ-APROVAÇÃO DO CRÉDITO BANCÁRIO

Se for recorrer a crédito, ter o crédito pré-aprovado irá ajudá-lo a balizar os valores de aquisição, permite-lhe ser mais eficaz nas pesquisas que fizer e permitir-lhe-á avançar com confiança, no caso de encontrar a opção certa para si.

Procure o melhor financiamento. Consulte, não só o seu banco mas outros bancos e veja, dentro do seu orçamento, quem oferece melhores condições. Poderá recorrer a um mediador de crédito imobiliário que o irá ajudar a fazer uma análise comparativa das várias opções possíveis. Não precisa de ter esse trabalho!

Seja honesto acerca da casa que pode adquirir. Faça o cálculo a todos os montantes (Prestação, impostos e seguros). Uma boa regra é que esse montante não exceda 30% do seu rendimento mensal líquido.

De que serve encontrar a casa perfeita, se depois a poderá perder por chegar à conclusão que afinal o banco não financia aquele valor ou por ter ainda que esperar pelo processo para a validação do crédito.

DEFINA O QUE REALMENTE PRECISA

Se formos pensar na nossa casa ideal e fizermos uma lista daquilo que gostaríamos de ter, provavelmente teríamos uma lista quase interminável. Tenha consciência que terá de abdicar de algumas dessas coisas.

Defina bem o que precisa em termos de localização, valor, tipo de imóvel, número de assoalhadas e defina ainda outras quatro características que gostaria mesmo de encontrar. Ordene-as por ordem de importância e decida se a quarta poderá ser opcional. Esta análise irá permitir-lhe perceber o que realmente é importante para si e para a sua família e que não pode prescindir e o que será um bónus.

Se optar por trabalhar com um agente imobiliário, garanta que é alguém com experiência e que o irá acompanhar em todo o processo.

Numa primeira análise, comprar e vender casa poderá parecer algo bastante simples, mas acredite que, muitas vezes até nós, que trabalhamos e lidamos todos os dias com estes processos, somos surpreendidos. Poderia apresentar-lhe um leque de situações que poderão ocorrer e que, se não estiver informado, poderão pôr em causa a finalização do processo. Tudo isto pode parecer linear e simples, mas acredite que de linear e simples muitas vezes não tem nada. Cada caso é um caso e cada escritura esconde sempre uma história muito particular. Teria tantas para contar! Umas bem divertidas e simples, outras mais complicadas que testam a nossa capacidade de encontrar não só soluções, mas muitas vezes soluções rápidas. É nestas alturas que estar aconselhado e acompanhado com alguém experiente pode mesmo ser decisivo!

Uma casa não é só uma casa … uma casa é um projeto de vida! É o projeto da sua vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here