António Costa quer evolução do mecanismo de lay-off a partir de junho

1
255
António Costa, Primeiro-Ministro

O primeiro-ministro, António Costa, explicou, após o fim da sua reunião com os parceiros sociais, que o lay-off não pode ser visto como algo negativo pelas empresas.

António Costa referiu que este mecanismo permitiu garantir cerca de 800 mil postos de trabalho, mas explicou também que, a partir de junho, o regime de lay-off deve evoluir, pois não é aceitável que os trabalhadores que se encontram agora a receber apenas dois terços do seu rendimento assim permaneçam.

O objetivo do primeiro-ministro é fazer aprovar, na próxima semana, o Programa de Estabilização Económica e Social, cujos principais objetivos serão o apoio às autarquias e às regiões autónomas, nomeadamente através da entrada em funcionamento de um “Banco de Fomento”, que garanta o financiamento do setor público e assegure, através de um Simplex SOS, o investimento privado; o apoio às empresas, no que respeita ao seu regresso ao pleno funcionamento, ajudando aquelas que necessitem de se capitalizar e assegurar medidas de proteção ao emprego e também de ajuda à contratação.

1 COMENTÁRIO

  1. Sr António Costa deveria por as leis como água luz gaz e telecomunicações sem cortes até as coisas estarem restabelecidas como deve de ser e os rendimentos postos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here