“Cada vez estou mais apaixonada pelo que faço”

Patrícia Magalhães fundou a Secretdevotion, uma empresa dedicada ao mercado imobiliário, com particular foco nos imóveis de luxo e, desde então, vive todos os dias o sonho de dirigir uma empresa sua, onde se sente plenamente realizada. Uma entrevista à mulher, empreendedora e empresária Patrícia Magalhães, onde todas as vertentes humanas e profissionais se cruzam, numa complementaridade plena.

0
690
Patrícia Magalhães, CEO

Aquando da última entrevista concedida à Valor Magazine, relembrou o facto de a Secretdevotion ser uma empresa recente que, ainda assim, nunca parou de trabalhar durante a pandemia. Fazendo um balanço de tudo o que vivenciou até aqui, como avalia o comportamento da empresa e a sua relação com o mercado?

Sem dúvida que a Secretdevotion é uma empresa resiliente face às adversidades do mercado e à pandemia. Contudo, continua sempre fiel aos seus clientes e parceiros, dedicada e com os mesmos valores. O ano transato foi de muita alegria e prosperidade, mesmo em tempo de crise, logo a minha relação com o mercado e com os clientes tornou-se mais sólida. Foi nestes momentos de pandemia que criei fortes laços com parceiros e com clientes fantásticos, que perduram até aos dias de hoje.

Como caracterizaria a principal região de atuação da empresa e o tipo de imóveis que angaria?

Inicialmente, a Secretdevotion focou-se apenas no mercado de luxo em Cascais e Lisboa. Como foi transmitido na última entrevista, adaptou-se às necessidades que as pessoas sentiram de procurar novas e maiores habitações e com mais espaço exterior. Assim, com muita dedicação e esforço, e com o objetivo de ir ao encontro das necessidades dos clientes, saiu da sua zona de conforto e dedicou-se na procura, fora dos centros urbanos, de moradias com espaço exterior a um preço mais competitivo. Continuarei a tentar angariar imóveis mais competitivos e a ajudar a alcançar os sonhos dos meus clientes.

A formação e o trabalho em parceria são dois pontos que salientou como importantes para esta área profissional. Como se posiciona a Secretdevotion no que respeita a estas duas questões?

A Secretdevotion está em constante formação, no sentido de abranger e consolidar áreas que, de uma forma ou outra, estão interligadas com este setor. Para além do exigido, como o Branqueamento de Capitais, nesta fase de pandemia irá aproveitar alguns cursos online que considere pertinentes para o seu exercício. No que respeita às parcerias, continuo a defender que o futuro do imobiliário vai exigir ainda mais inovação, muita partilha e entreajuda em parcerias. A Secretdevotion tem, neste momento, dois excelentes parceiros onde angariamos em conjunto para maior visibilidade nos portais e possibilidade na venda. Quando a venda se concretiza sabemos que ambos saímos vencedores e concretizamos sonhos! Confesso que, para tal, é necessário confiar, trabalhar em equipa e existir muita transparência nos negócios.

Ainda considera que, para muitos, a profissão de consultor imobiliário é uma profissão alternativa? O que é necessário fazer para combater isso?

Durante alguns anos, Portugal foi considerado um dos melhores países para se viver e passar férias, logo o número de comerciais e imobiliárias cresceu, no sentido de impulsionar ainda mais o nosso mercado. Na nossa última entrevista, afirmei que teria de deixar de ser uma profissão alternativa, no sentido em que muitos consultores imobiliários não conseguem obter as formações desejadas, conhecimentos e as certificações exigidas. Não sou moralista ao afirmar que é uma profissão alternativa se eu mesma mudei o rumo na minha carreira profissional e me dediquei a esta setor! Considero, sim, a certificação uma das premissas nesta área. Os comerciais neste setor têm de ser devidamente qualificados, têm de ter perfil e muita, mas muita vontade de “correr” e poder de sacrifício para alcançarem os seus objetivos.

A MULHER E A PROFISSIONAL

O que a fez avançar para um projeto seu? Porquê um projeto na área do imobiliário?

Abracei a área do imobiliário impulsionada por uma querida amiga, também ela ligada a este setor. Convidou-me para trabalhar numa imobiliária, fazendo parte da equipe dela. Após alguma insistência e dizendo que eu tinha o perfil adequado devido ao meu percurso profissional, na vertente do Marketing e Comercial, bem como à minha essência e forma como encaro a vida e novos desafios, decidi abraçar esta área, apaixonando-me de imediato pelo mercado imobiliário. Obrigada, Sofia Amaral! Sem dúvida “desencaminhaste-me” para onde hoje realmente sou feliz.

A Secretdevotion nasceu de um desejo de mudança, após um longo período de trabalho numa outra imobiliária, onde de alguma forma não me sentia feliz e realizada. Tive alguns obstáculos que vieram principalmente do passado, mas os mesmos foram e serão sempre ultrapassados com a maior serenidade e, sem dúvida, após contornados, tornam-me ainda mais forte!

Como sonhadora e apaixonada por tudo a que me dedico, é com um enorme orgulho que vejo a minha empresa e o meu trabalho ser reconhecidos e valorizados pelas minhas competências e profissionalismo. Devido a muita dedicação e trabalho árduo, hoje estou com um dos meus sonhos, a Secretdevotion.

Quais as características que aplica na Secretdevotion e na relação com os clientes que fazem parte da forma de ser da própria Patrícia Magalhães?

A humildade, a dedicação, a paixão, a ética, a atitude, a transparência, a espontaneidade e bastante humor são a chave do empreendedorismo. Tenho consciência de que sou uma comercial um pouco atípica neste setor. As relações com os meus clientes são sempre muito sinceras e extrovertidas. Quando conjugo a paixão pelo que faço com as relações com os meus clientes existe um “explodir” das minhas emoções, logo a mensagem que desejo mostrar é facilmente transmitida. O brilho no olhar não engana! Quando somos felizes no que fazemos conseguimos transmitir energia, essa “explosão” de paixão ao próximo. O foco principal neste setor, para além da venda, angariação, tecnologias e outras, centra-se nas relações humanas. São as diferentes relações com os meus clientes que tornam a minha vida profissional cada vez mais desafiante e motivadora. Compete-me também frisar que ao longo deste ano conheci clientes fantásticos que, sem darem conta, através de uma simples palavra, gesto ou ação, fazem de mim uma pessoa ainda mais apaixonada pelo meu trabalho e com vontade de querer fazer mais e melhor. Para além das característica acima referidas, não posso deixar de referir que sou uma mulher sonhadora e que não desiste facilmente, o que de alguma forma vai ao encontro do que os meus clientes valorizam.

Enquanto mulher profissional, que evolução nota em si, considerando o tempo de existência deste projeto e o facto de já ter atravessado uma pandemia?

De facto, e considerando que a Secretdevotion tem apenas um ano no mercado e atravessou logo uma pandemia, uma das minhas principais evoluções, enquanto mulher profissional, foi o meu sentimento de resiliência e esperança neste “novo mundo”. Foram momentos que propiciaram forças estratégicas em mim para enfrentar as adversidades. Tal como afirmei na nossa última entrevista, continuei sempre a trabalhar durante o confinamento, mas com uma ausência total de visitas até meados de maio. Adaptei-me de imediato a uma nova realidade, onde fui uma afortunada na concretização de negócios. Mais uma pandemia que enfrento mas estou certa que a irei “contornar” com toda a serenidade e que sem dúvida me tornará numa mulher mais forte, confiante e resiliente.

Na última entrevista que tivemos, antecipava um 2021 com um mercado estável, sobretudo devido à chegada da vacina. Tendo em conta os últimos números relativos às infeções por Covid-19, ainda considera que será assim?

Realmente, a minha projeção para 2021 e as perspetivas para este ano e a médio prazo eram de um mercado mais estável, dependendo da evolução da pandemia, onde a vacina poderia transmitir mais confiança. Infelizmente, vivemos tempos muito críticos e os números são deveras assustadores, devido às variantes da pandemia mas também, em grande parte, à falta de planeamento que o nosso Governo não antecipou.

Estou solidária com todas as medidas do Governo para tentar travar a pandemia e compreendo a necessidade deste novo confinamento, mas o acesso à habitação é tão essencial aos cidadãos que procuram novas habitações e à sobrevivência do imobiliário. Nós, enquanto imobiliárias, neste novo confinamento, não nos é permitido continuar a fazer o nosso trabalho. À semelhança do ano anterior, podemos continuar a trabalhar com marcação, cumprindo todas as regras de segurança e higiene. Não conseguimos funcionar em teletrabalho e em serviço de take-away. Não existe motivo algum para não permitir que o setor imobiliário não continue a fazer o seu trabalho. O Governo não pode esquecer que foi este setor que impulsionou a recuperação económica após a pandemia anterior. Qual o sentido de os bancos continuarem com o crédito à habitação, os peritos continuarem as avaliações, os notários a realizarem escrituras, os construtores a trabalharem se o setor imobiliário, nós que somos o canal de vendas, está parado? Somos nós que ajudamos com os impostos que as pessoas têm de efetuar com a compra de um imóvel. Somos nós que alavancamos a recuperação económica.

Sinceramente, o nosso Governo deveria ponderar e rever a possibilidade do setor imobiliário continuar a trabalhar.

O futuro é tão incerto e sempre em constante alteração e, por vezes, quando menos esperamos, a vida prega-nos partidas. Desta forma, e cada vez mais, vivo o presente como se fosse o último dia da minha vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here