Comunicação e Design desenhados para PME’s

A Spammm nasceu há três anos, particularmente dedicada à comunicação e design. Maria Miguel Cabral, a fundadora, reconhece que a liberdade e a possibilidade de dar largas à criatividade foram duas das razões para ter apostado num negócio próprio, que conheceu um aumento de trabalho com a chegada da pandemia.

0
811

Como definiria a empresa, no que respeita ao seu posicionamento no mercado e à forma de pensar cada projeto?

A SPAMMM nasceu da procura da liberdade, da necessidade de criar, mas também da certeza de que poderia ajudar os outros a crescer. Com o foco nas PME’s, a SPAMMM assumiu o compromisso de dar a visibilidade necessária à sua projeção. Para isso, partimos do conhecimento aprofundado das necessidades das empresas, tratando cada cliente como se fosse único e não hesitando em fazer formação nas áreas de intervenção das empresas para podermos, através de um maior conhecimento das respetivas áreas de negócio, corresponder melhor às necessidades específicas de cada PME e, através da partilha de conhecimento, torná-las autónomas no futuro.

Quais os principais serviços que prestam?

A SPAMMM assume o compromisso de oferecer um serviço de confiança, talhado especificamente para cada empresa. Prestamos serviços de marketing digital, web design, fotografia e vídeo institucional e design gráfico, apresentando soluções à medida e concentrando em nós o máximo de recursos possível, para diminuir o número de intervenientes nos processos de comunicação. Ainda existe um grande número de empresários que não conhece o seu mercado. Assim, o nosso trabalho passa igualmente por sessões de consultoria junto dos empresários, de forma a apoiar na seleção do nicho de mercado mais adequado à empresa, estudá-lo e ajudar a estreitar laços com os potenciais clientes.

Quais são os principais fatores a ter em consideração quando existe essa aposta no mundo digital?

Quando o empresário aposta no online tem de conhecer o seu nicho de mercado e saber comunicar com ele. É errado pensar que o produto se dirige a toda a gente e que uma comunicação mais geral vai atingir um maior número de pessoas. É necessário segmentar. É necessário planear toda a comunicação, atribuir um propósito, para alcançar bons resultados. Por último, toda a comunicação carece de uma monitorização constante, a fim de se analisar a eficácia de todas as publicações, quer nas redes sociais ou no website/blog e, se for o caso, alterar a estratégia para alcançar resultados mais satisfatórios.

A pandemia fez aumentar exponencialmente a aposta nas redes sociais e no e-commerce. A Spammm sentiu essa diferença nas tendências do mercado?

Sim. Logo no início da pandemia, e mal se começou a perceber que iria haver a possibilidade de fechar o comércio de bens não essenciais, surgiram várias solicitações de orçamentos de diferentes setores: clínicas de saúde, papelarias, confeitarias, empresas da área industrial, distribuição alimentar, serviços de limpeza, venda de produtos para a construção civil, oficinas, lojas de roupa e farmácias. Os serviços pretendidos iam desde gestão de redes sociais a rebrandings da marca ou até mesmo a construção de lojas online.

Como analisa a evolução que existiu na utilização do mundo digital e das suas ferramentas, sobretudo durante a pandemia?

O confinamento obrigatório veio revolucionar todo o comércio tradicional. A procura por formações na área do e-commerce e marketing digital aumentou muito e realizei imensas ações de formação na área. Também a procura por apoios nacionais para a construção de lojas virtuais e de gestão de redes sociais cresceu. Outras pessoas fizeram uso das ferramentas gratuitas disponibilizadas online para tentar, por sua conta, aumentar a sua comunidade online e chegar a mais pessoas. Uma tendência que surgiu em tempo de pandemia e que resultou muito bem para o comércio a retalho de vestuário foi o “direto” do Instagram e do Facebook.

Relativamente à Spammm, como antecipa a sua evolução, nos próximos tempos?

Os negócios digitais estão a aumentar exponencialmente. Ter um site, ainda que meramente institucional, é um cartão de visita online e a porta aberta para dar a conhecer um negócio. O mercado digital está em constante mudança e as propostas de serviço têm de acompanhar essa evolução.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here