“Conciliar vários papéis é incrível”

A designer Maria Vilhena é a fundadora da Maria Vilhena Interior Design, uma marca que aplica o modelo de Lean Design aos projetos que desenvolve, dos quais se destacam o restaurante Recatu, em Aveiro, que venceu o prémio Silver, nos Muse Creative Awards, os escritórios da Feedzai S.A., em São Francisco (EUA), Lisboa e Porto e o hotel Garça Real, em Meãs do Campo.

0
355
Maria Vilhena, designer

Como teve início a marca Maria Vilhena Interior Design? Quais as características que coloca no seu trabalho?

A criação da marca foi um processo natural. A passagem por uma fábrica de iluminação e um par de lojas de decoração, onde consegui perceber o que me fazia ou não sentido neste tipo de trabalho, aliada a uma herança de princípios e valores de um avô que foi o pilar da família, estimularam o salto para um negócio próprio. Concebemos peças de mobiliário e decoração exclusivas e espaços esteticamente agradáveis, extremamente funcionais, pensados e desenvolvidos à medida de cada cliente.

A designer Maria Vilhena tem uma marca com o seu nome. Que importância atribui a uma marca própria?

Quando pensei a marca, tendo a noção de que é ela a responsável pela perceção que cada cliente tem da empresa e do serviço que prestamos, quis que transmitisse aquilo que acredito ser um trabalho de qualidade superior: dar em cada projeto o compromisso, o rigor, a atenção ao cliente e àquilo que necessita e deseja. Acredito que, para chegar a um nível de excelência na qualidade dos serviços, é necessário ter uma equipa de colaboradores e fornecedores coesa, que se sinta valorizada e parte integrante de um propósito.

Que características usaria para descrever uma liderança feminina? É distinta da masculina?

O tipo de liderança, seja masculina ou feminina, não pode ficar apenas ligado à nossa personalidade, mas sim adequar-se às pessoas que compõem as nossas equipas. A forma como comunicamos, como nos relacionamos e direcionamos cada elemento para que os objetivos da empresa sejam alcançados é muito determinado pela personalidade de cada colaborador.

Que mais-valias pode a mulher agregar a si mesma, enquanto pessoa, e à sua vida, quando opta por ter uma carreira profissional e dar-lhe a importância devida?

A satisfação de poder conciliar vários papéis, que, cada um à sua maneira, nos preenchem, é algo incrível. E todos eles nos trazem mais-valias mutuamente. Não é cliché que ser mulher, profissional e mãe nos torna melhores gestoras do nosso tempo, mais criativas na resolução de problemas, melhores ouvintes, melhores avaliadoras das dificuldades e acho mesmo que mais corajosas e resilientes.

O que é e como se caracteriza o método Lean Design?

Desde o início que implementamos o Lean Design, que acreditamos ser o processo mais correto para pensar os ambientes. Através deste método estudamos o quotidiano, hábitos e processos das pessoas e das empresas, conhecendo a fundo as suas necessidades, o que nos permite projetar espaços totalmente coerentes com o estilo de vida pessoal ou profissional de cada cliente. Trabalhamos para que cada espaço desenvolvido seja dotado de uma simbiose perfeita entre funcionalidade e estética, com o objetivo de proporcionar o máximo de conforto e melhorar a qualidade de vida de quem nos procura, assente no conceito da total excelência.

Parece-lhe que o conforto e o bom trabalho dos espaços está a ganhar importância para a população? Como antevê a evolução no mercado, nos próximos tempos?

A pandemia trouxe grandes alterações às rotinas das famílias, a necessidade de passarem muito mais tempo juntas e de trabalharem/ estudarem/ brincarem dentro de casa. Naturalmente que as casas ganharam uma importância e atenção acrescidas. Em relação à evolução de mercado, o Design de Interiores é um setor em franco crescimento, pois há mais pessoas a querer repensar as suas casas e a procurar ajuda profissional para isso.

www.mariavilhena.pt

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here