Cosmética inovadora e desenvolvimento sustentável

O Groupe GM é líder mundial no fornecimento de cosmética de marca e cosmética personalizada ao mercado hoteleiro, estando presente em mais de 70 países, incluindo Portugal, onde conta com uma equipa comercial que dá cobertura a todo o território ibérico. Paralelamente atua na área industrial, com uma unidade de produção especializada em cosméticos sólidos no norte do país, Groupe GM Cosmética Portugal, focada na inovação sustentável e no desenvolvimento de soluções para o mercado da higiene e cuidado pessoal.

0
383

Como caracteriza o Groupe GM e o seu posicionamento no mercado, considerando os novos pressupostos da sustentabilidade e o investimento em tecnologia industrial?

Estamos presentes no mercado ibérico como agentes do Groupe GM, líder mundial no fornecimento de cosmética de marca e cosmética personalizada ao mercado hoteleiro, com equipas comerciais que dão cobertura a todo o território português e espanhol e com escritórios no Porto e Madrid. As marcas do nosso portfolio cumprem requisitos de qualidade muito elevados, com formulações adaptadas em contínuo, de forma a alcançar percentagens de naturalidade mais elevadas e serem isentas de ingredientes provados nocivos. Os selos Ecolabel e Ecocert acompanham-nos há longos anos para determinadas linhas de produtos. Desde cedo desenvolvemos dispensadores de produto com traceabilidade controlada e fomos pioneiros no lançamento do champô sólido como produto isento de água e embalagem sem plástico. Paralelamente, temos uma unidade industrial em Viana do castelo (ZI Neiva), o Groupe GM Cosmética Portugal, especializada na produção de cosméticos sólidos. Existe um investimento contínuo nas instalações, nas ferramentas e na formação das nossas equipas. Como investigadores e produtores, somos desafiados diariamente a inovar, criar e melhorar formulações e soluções de packaging, com o maior respeito pela pele e com o menor impacto ambiental possível.

O setor hoteleiro sofreu alterações consideráveis ao longo dos últimos anos. Como se adaptou o Groupe GM a estas alterações?

Procurámos reunir uma equipa multidisciplinar cujo núcleo duro tem fortes ligações ao turismo no geral e à indústria da hotelaria em particular. Pelo facto de estarmos inseridos num grupo internacional beneficiamos da troca de experiências e exemplos, ganhando outra sensibilidade para apostar em soluções que nos colocaram na vanguarda da oferta de soluções sustentáveis ou que nos permitiram ter uma capacidade de resposta imediata, do ponto de vista de stock disponível.

Como caracteriza o programa Care About Earth?

Sabendo de antemão que estamos inseridos numa indústria promissora, mas poluente, o programa Care About Earth é um compromisso sustentável dinâmico, que engloba toda a nossa gama de produtos cosméticos e complementares e iniciativas de cariz sustentável, com objetivos claros para 2030, tendo sempre presente a necessidade em reduzir o impacto destes produtos no meio ambiente. As nossas prioridades são a eliminação dos plásticos de uso único e das matérias-primas provenientes de combustíveis fósseis.

O Groupe GM tem uma capacidade de produção de nível mundial, sendo que a fábrica em França tem capacidade para produzir cerca de 90 milhões de frascos e bisnagas por ano, que são depois distribuídos por 70 países. Em Portugal, a capacidade de produção de cosméticos sólidos chega a 85 mil por dia. Como é possível assegurar a qualidade de todas estas unidades produzidas?

Desde o início do Groupe GM se primou pela excelência, razão pela qual nos tornamos tão atrativos para um leque de marcas tão exclusivas. Nos dias de hoje, as nossas unidades industriais são certificadas pela ISO 22716, que diz respeito às boas práticas de fabrico para o setor dos cosméticos, à qual acrescentamos certificações de Qualidade (ISO 9001) e Ambiental (ISO 14001). 2020 foi um ano de inovação, adaptação e reestruturação do negócio – a tendência crescente das práticas de consumo sustentável e a criação de novas tipologias de produtos foram algumas das alavancas para alargarmos o portfolio de serviços e os mercados em que atuamos.

Considerando o problema pandémico mundial e o que isso afetou a atividade hoteleira por todo o planeta, como se adaptou o Groupe GM a essa realidade?

O tempo foi aproveitado para nos autoavaliarmos e reestruturarmos como organização, dedicando-nos ao lançamento de produtos diferenciadores para os mercados de retalho e hotelaria. Foi chave uma equipa sólida e resiliente, que se manteve sempre próxima dos fornecedores e clientes. A escassez de matérias-primas, o aumento dos tempos de entrega e custos associados a toda a cadeia de abastecimento trouxeram dificuldades na retoma da atividade, mas a adaptabilidade e atitude preventiva permitiram-nos responder às necessidades do momento.

O Groupe GM distingue-se por ter capacidade para satisfazer as necessidades de cada cliente, personalizando o produto. Como é possível levar a cabo uma personalização tão grande dos produtos?

Temos uma equipa especializada nas várias áreas do ciclo de um produto, o que nos permite, a cada passo, customizar e adaptar às necessidades e requisitos de cada cliente, aspetos desde a formulação até à embalagem final. As nossas instalações foram projetadas para termos capacidade de responder de forma eficiente, cumprindo os requisitos de qualidade, ambiente e GMP, nos quais somos certificados.

Em Portugal, o Groupe GM especializou-se em cosmética sólida, através da produção de sabonetes, champôs, condicionadores, barras de limpeza e hidratantes corporais. Estes produtos são a aposta de futuro?

O mercado dos “waterless cosmetics” tem crescido exponencialmente nos últimos dois anos, impulsionado por uma geração Z preocupada com o meio ambiente e ativista com as práticas zero-waste e pela crescente procura de informação e conhecimento da população em geral sobre tudo o que compra. A pandemia acelerou ainda mais esta mudança no comportamento de consumo, o que nos permitiu posicionarmo-nos como indústria especializada em cosmética sólida. Começámos pelos cuidados capilares com o champô sólido e o complemento condicionador, alargando para os cuidados de pele com cleansing bars, hidratantes e produtos para bebés, até ao mercado de higiene animal, tudo no formato sólido. Estes produtos são uma aposta para um futuro mais sustentável, com formulações isentas de água – o que garante uma maior estabilidade do produto (livre de contaminação microbiana), sem packaging plástico, sem restrições no transporte e que ocupa menor volume no armazenamento.

O Groupe GM aderiu às plataformas Pacto Português para os Plásticos e Smart Waste Portugal. Qual a importância desta adesão e o que significa, em termos de posicionamento empresarial, para o Groupe GM?

A adesão, em abril deste ano, a estas duas plataformas está em sintonia com o desafio que estabelecemos de transformar um negócio, tradicionalmente ligado ao plástico convencional, na direção de um modelo mais sustentável, ajudando a indústria hoteleira na sua transição ambiental. Com estas parcerias pretendemos ter acesso a informação mais consistente, nomeadamente a legal, absorver e partilhar boas práticas, networking e dinamização de novas parcerias, ajudar na identificação de áreas prioritárias e influenciar os processos de decisão política relevantes para o nosso setor.

Quais as novidades reservadas para o próximo ano de 2022?

Para o mercado hoteleiro, e em linha com a visão sustentável, estamos muito confiantes na aceitação do novo doseador Ecofill – um produto verdadeiramente inovador, com design apelativo e personalizável. Trata-se de um doseador de grande capacidade, com reduzido impacto ambiental cujo sistema funciona por meio de recargas de 400ml seladas que garantem uma rastreabilidade cosmética de 100%. Sendo uma aposta ecofriendly, as recargas são feitas de apenas 8g de plástico reciclável. A nível industrial, o nosso foco está no I&D de formulações, sourcing de matérias-primas e soluções de embalagem que contribuam para o desenvolvimento da indústria cosmética e do grande consumo. Investimos em infraestruturas e ferramentas industriais que nos vão permitir continuar a inovar na cosmética sólida, e aumentar a capacidade produtiva no lançamento de novas categorias de produtos de higiene e cuidado pessoal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here