E-commerce: peça-chave para a recuperação económica

A Dinâmica Digital é uma agência de Marketing Digital, situada em Oleiros, Castelo Branco e que, de acordo com a fundadora, Sílvia Patrícia, é uma empresa que desenvolve um trabalho sempre ajustado às necessidades dos clientes. A administradora salienta ainda a importância do e-commerce para a recuperação económica.

0
303
Sílvia Patrícia, fundadora

Como tem a Dinâmica Digital respondido à procura por novas lojas online e websites? Que soluções apresentam que vos distinguem da concorrência?

Muitas empresas tentaram correr contra o tempo para minimizar os prejuízos da pandemia pela via do E-commerce e do Marketing Digital. Quem já tinha o seu espaço de venda online levou vantagem. A nossa oferta é muito vasta e cada projeto é único, estamos focados nos resultados dos clientes. Fazemos um estudo holístico do negócio e do mercado. Entregamos valor a quem nos procura.

Quais as características fundamentais que um site deve apresentar?

Um site destaca-se se oferecer um serviço diferenciado. É importante ter o site alojado num servidor seguro, os conteúdos bem estruturados e equilibrados para o layout traduzir a identidade da marca. Todo o site deve proporcionar uma boa experiência na versão mobile, até porque há motores de busca a penalizarem quem não cumpre esta regra. Em média, 60% dos acessos aos sites têm origem em telemóveis e a tendência é para aumentar. Uma loja que facilite o processo de compra e ofereça modalidades de pagamentos ajustadas a diferentes públicos irá ter mais peso na decisão de compra do consumidor.

Como é feita a gestão das redes sociais de quem vos contacta?

Gerir uma rede social profissional não é só postar qualquer coisa. Trabalhamos com o foco no objetivo dos nossos clientes. Recomendo comunicar com verdade, criatividade e sem rodeios, ajustando os conteúdos a cada target. Estamos localizados no interior de Portugal e orgulhamo-nos de ser pioneiros na nossa região, desde 2009 que dinamizamos estratégias de comunicação digital vocacionadas para negócios de pequena dimensão. Também prestamos serviços de consultoria digital e orientação estratégica, onde o cliente gere a informação de modo partilhado connosco.

Como se adapta uma comunicação direta e pessoal para uma realizada por via digital?

O digital é fundamental nos negócios de hoje, quem não se adaptar a este panorama vai perder vantagem, claramente. Neste meio tudo é mais dinâmico, rápido e informal. Uma comunicação online imprecisa pode resultar numa crise ou conflito e, por isso, quem gere uma rede social terá de ter maturidade e experiência suficientes para saber lidar com isso.

Como avalia o mercado digital português? Já está desenvolvido?

O mercado digital nacional está em crescimento e consta que os setores do vestuário e das viagens são os mais maduros. A pandemia acelerou a economia digital, o registo de domínio.pt triplicou desde março, mas ainda há muito caminho para «trilhar». Há muitas empresas sem qualquer presença na internet e outras apenas estão numa rede social. Eu considero isso um risco, pois ninguém nos garante que, de um dia para o outro, essa rede social fique inacessível e toda a informação (contactos, clientes) se perde. O foco deve ser o site.

Que desafios antecipa para este setor?

Há muitos desafios a chegar. A pesquisa por voz, a inteligência artificial, novos e grandes players no setor, a falta de capacidade da logística para responder às entregas, a iliteracia digital e financeira dos e-shoppers, a legislação atual desajustada ao comércio eletrónico. É importante que o Governo não crie dificuldades ao e-commerce nacional antes de ele chegar à fase de maturidade. Considero a economia digital crucial para a recuperação do país e do mundo durante e depois da Covid-19. Até porque esta pandemia mostra-nos que não podemos dar nada como adquirido e tudo pode mudar num ápice.

www.dinamica-digital.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here