“É imperioso antecipar os riscos de problemas mentais”

Bruno Fernandes é formado em Psicologia Clínica e Hipnoterapeuta. Diz-se apaixonado pelo Ser Humano e, com 17 anos de prática clínica, assume que tudo o que vivenciou até agora lhe permitiu crescer profissional e pessoalmente.

0
746
Bruno Fernandes, psicólogo e hipnoterapeuta

Esta sempre foi a sua área de eleição?

Sinto-me um privilegiado por trabalhar nesta área que é a Psicologia pois, ainda no liceu, muitos colegas me procuravam para desabafarem – particularmente as raparigas – acerca dos seus amores e desamores. Estes 17 anos que levo de clínica têm sido uma jornada incrível, que me tem feito crescer e aprender coisas que, sem aqueles milhares de horas em gabinete, não seria possível. A minha carreira tem sido uma jornada que vale uma vida.

Como pode a Psicologia ajudar na crise?

Durante qualquer crise, é normal que nos possamos sentir mais tristes, ansiosos, confusos, assustados e zangados. A Psicologia assume uma função primordial na ajuda à gestão das emoções. A intervenção de um profissional na área da Psicologia/Psicoterapia pode transmitir uma maior sensação de segurança e conforto; por outro lado, intervir na dinâmica familiar, ensinando as denominadas estratégias de ‘coping’, mecanismos cognitivos e comportamentais para fazer face a estas circunstâncias particulares.

Que alternativas não presenciais de apoio e serviços ofereceu?

No caso da Psicoterapia, foi feita por videochamadas de WhatsApp ou Skype e até ligações telefónicas. No início pode existir alguma estranheza, mas ambos nos reajustamos a uma nova realidade terapêutica. Mantenho as consultas online, onde contemplo as técnicas que utilizo presencialmente, como a Hipnoterapia, o E.M.D.R., o Brainspotting e a Terapia de Casal.

Como podem as pessoas manter-se psicologicamente saudáveis?

Sugiro que as pessoas possam falar com outras em quem confiam; tentar manter um estilo de vida saudável que inclua uma dieta adequada, períodos de sono e descanso, exercício físico e contactos sociais, dentro de casa, com as pessoas mais próximas, assim como contactos por e-mail e telefone ou internet com outros amigos e familiares. Se não estiver a ser acompanhado por um profissional desta área, e se se sentir muito angustiado e perturbado, deverá ligar para a linha SNS24 e seguir as recomendações.

Parece-lhe que a importância da saúde mental é mais reconhecida a nível nacional?

A Saúde Mental ainda é o parente pobre da saúde no nosso país. Todavia nós, enquanto classe, através da Ordem dos Psicólogos Portugueses, estamos a fazer todos os esforços para alterar este estado de coisas e estamos a conseguir.

Considera que, a médio prazo, se revelarão problemas psicológicos?

Problemas de ansiedade, depressão, stress agudo, podem surgir em larga escala e podemos ver agravados estados preexistentes de doença psiquiátrica. A retração económica trará dificuldades sociais às pessoas mais vulneráveis. Por isso, é imperioso antecipar e tentar apaziguar os riscos para a população.

drbrunofernandes.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here