Emprego diminuiria 19% sem a ajuda do lay-off simplificado

0
151
Imagem: LinhaValor

O Banco de Portugal e o Instituto Nacional de Estatística levaram a cabo um inquérito, em julho, que foi divulgado agora, no Boletim Económico de outubro do supervisor da Banca nacional, onde as empresas deixam claro que, sem a ajuda do lay-off simplificado, teriam sido obrigadas a despedir trabalhadores. A quebra do emprego poderia ser, assim, de cerca de 19%.

A medida de lay-off simplificado foi criada pelo Governo aquando da pandemia, para fazer face à crise gerada pela Covid-19, dado que muitas empresas tiveram de parar a sua laboração e fechar portas, durante o confinamento.

Para a maioria dos empresários nacionais (80%), esta foi mesmo a medida mais relevante de todas as que o executivo socialista levou a cabo.   

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here