Reabertura económica e social a 4 e 18 de maio e 1 de junho

0
312
António Costa, Primeiro-Ministro

O Governo vai avançar com a reabertura de algumas atividades económicas e com o regresso às aulas dos alunos do 11º e 12º anos.

Esta quinta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, vai apresentar o plano para regresso ao normal, baseado em três fases: no dia 4 de maio o país estra oficialmente em Estado de Calamidade e, embora seja o primeiro dia de reabertura das atividades económicas, o dever de confinamento manter-se-á, por parte da população que possa continuar em casa. Neste primeiro dia abrirão lojas até 200 metros quadrados, nomeadamente o comércio de bairro, bem como os cabeleireiros, barbearias e esteticistas, livrarias e stands de automóvel.

A 18 de maio, abrirão os espaços comerciais até 400 metros quadrados, bem como os cafés e restaurantes, mas sempre com a condição de que só podem ter nas salas metade da lotação real, para garantir o distanciamento social. As aulas presenciais para os alunos do secundário, nomeadamente do 11º e 12º anos, também recomeçam dia 18 de maio, bem como as creches.

A 1 de junho poderão abrir as grandes superfícies comerciais e os estabelecimentos de ensino pré-escolar. Os campeonatos de futebol poderão recomeçar, mas sem espectadores nos estádios.

Festivais, bares, bares e mesmo a celebração de missas ainda não têm data para regressar à normalidade, mas o primeiro-ministro poderá incluí-los em qualquer uma destas três fases.

O apoio para os pais com filhos até 12 anos, que estejam em casa com as crianças e por causa delas, vigorará até ao final de maio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here