Tecnologia ao serviço da evolução das PME

A Alves & Silva Lda conta com cinco anos de laboração no mercado, após 18 anos da empresa em nome individual de Manuel Alves, pai de Vítor Alves. Esta empresa, que se dedica à venda de equipamentos tecnológicos e de robótica avançada para a indústria transformadora nacional acredita que as PMEs portuguesas são capazes de ser competitivas e a estratégia detransição tecnológica é fundamental para continuar este caminho.

0
670

Que considerações lhe merece o ano de 2023, no que concerne à atividade industrial e à forma como as empresas têm estado a apostar na modernização dos seus equipamentos?

Neste momento, assistimos, no setor da indústria da madeira – que é o nosso core business – a uma transição digital, de equipamentos, e a uma maior responsabilidade das empresas a nível de sustentabilidade. O foco,
neste momento, é alcançar a eficiência energética e a redução do consumo de energia, isto porque estas empresas são, muitas vezes, empresas familiares, com muitas décadas de atividade, e que estão agora a adquirir
equipamentos que tornem os processos cada vez mais produtivos, reduzindo os tempos de execução, com maior qualidade e com maior segurança para o operador. Há ainda um problema muito crítico – a falta de mão de obra
para determinadas funções – e a substituição de um posto de trabalho por um equipamento robotizado é, muitas vezes, a forma de resolver o problema.

Há apoios, a nível europeu e nacional, para as empresas que queiram apostar nestes novos equipamentos, com vista à maior sustentabilidade do seu processo laboral e à eficiência energética e de trabalho?

No decorrer deste ano, houve apoios do Estado, através do programa de Descarbonização. Com este apoio, muitas empresas conseguiram adaptar painéis solares e produzir a sua própria energia. Além disso, foi também possível incluir um sistema de eficiência energética no sistema de despoeiramento, onde conseguimos reduzir
até 80% o consumo energético.

Relativamente à indústria 4.0, há agora uma nova possibilidade de candidatura a apoios (de cerca de 60 milhões disponíveis através do PRR) para apoiar empresas que queiram investirem soluções integradas de tecnologia e robótica. Que vantagens isso pode trazer à indústria transformadora nacional e à economia? Poderemos tornar as nossas indústrias mais competitivas?

Desde o Compete 2020 que muitas empresas, que já fizeram algum tipo de investimentos, já são competitivas e conseguem ter alguma estrutura para avançar, agora, com investimentos vindos de outros programas. Já
conseguem fazer a candidatura e fazer uma transição mais eficiente para a indústria 4.0, numa realidade de produção em série, tendo acesso a outro tipo de tecnologias.

Em que novidades tecnológicas apostam atualmente?

Apostámos, após pesquisa e visitas a feiras internacionais, numa tecnologia híbrida de impressão em 3D e maquinação. Encontrámos um parceiro polaco que fabrica equipamentos de impressão 3D, tecnologia híbrida, em larga escala. Esta é uma tecnologia que está em grande evolução, por causa da extrusão do próprio material compósito. Além disso, também trabalhamos com outro tipo de tecnologias, como máquinas de polimento e lixagem automática, para redução do tempo de lixagem e de polimento, bem como para um maior aperfeiçoamento do trabalho; robots de pintura, para redução do consumo de tintas e vernizes e aumento da qualidade do produto final. Temos também apostado na gestão energética, com um sistema pioneiro de gestão de despoeiramento, que automaticamente se adapta ao facto de uma máquina estar desligada, e reduz o consumo energético em tempo real, na empresa, sem intervenção de mão humana.

E que apostas teremos para 2024?

No próximo ano na Alves & Silva, iremos apostar na indústria da robótica colaborativa, com uma nova parceria, e já temos alguns projetos com este tipo de robots, na indústria do mobiliário e do plástico, para auxílio em algumas tarefas. O próximo ano também será de muita aprendizagem e de estudo das empresas, a nível de sustentabilidade e de gestão energética, com o foco de sermos um parceiro para toda a indústria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here