“Teremos muitas insolvências em 2022”

A Da Chão & Rocha é uma sociedade de advogados especializada em Contencioso, Fiscal, Comercial e Insolvências. Constituída em 2017, este é uma projeto pensado desde há seis anos, pelas sócias Ana Chão e Sanchez Rocha, ambas com experiência profissional em empresas de servicing.

0
963
Eduardo Menezes Costa, Ana Margarida Pignatelli, Ana Chão e Sónia Sanchez Rocha, Advogados

Considerando a fase que o país atravessa, de dificuldades económicas para muitos particulares e empresas, este é um momento com particular procura pelos vossos serviços?

Desde abril/maio de 2020 que verificamos um acréscimo de contactos por parte, essencialmente, de PME’s. O objetivo dos referidos era, na maioria dos casos, a procura por um aconselhamento quanto ao recurso às moratórias e flexibilização de pagamentos ao Estado. Os particulares, nesta fase, apresentavam um comportamento mais passivo. Mas, desde meados do corrente ano, temos sido contactados, através dos mais diversos meios, por PME’s e particulares. O objetivo dos referidos não é mais que a procura de uma solução para fazer face à débil situação financeira em que se encontram, situação que, na maioria dos casos, resulta da escassez de rendimentos.

Quais os desafios particulares que enfrentaram, no que respeita à questão do confinamento, que obrigou ao distanciamento social e à necessidade de uma maior utilização dos processos digitais?

O maior desafio foi o convívio, sem dúvida! Sempre estivemos preparados para funcionar remotamente, somos uma sociedade muito ligada ao digital, tanto que somos detentores de uma plataforma informática que permite uma gestão processual e de atos notariais sem qualquer contacto físico com os colegas e clientes. Colaboram connosco cerca de 500 profissionais do foro, aos quais aproveitamos para agradecer toda a dedicação e profissionalismo destes cinco anos, afinal são eles que nos permitem ter presença em todo o território nacional, incluindo Ilhas. O digital, no nosso caso, está de tal forma presente no nosso dia a dia que a grande maioria dos colegas que connosco colaboram há cerca de cinco anos não os conhecemos pessoalmente. Mas fica aqui prometido um convívio para breve e assim que a pandemia nos permitir.

O Direito é uma área que avança à medida que a sociedade o faz também. Como avalia estas últimas alterações sociais, sobretudo no que respeita às mudanças no mercado de trabalho?

A maior alteração social foi o afetar da nossa liberdade sem termos praticado qualquer ato ilícito que nos conduzisse a tal. Mas também foi tempo de nos reinventarmos, de criarmos novos hábitos e rotinas. Se olharmos para a sociedade num todo, muito se perdeu, mas também muito se ganhou. Passámos a ter os colaboradores/colegas em regime de teletrabalho, tendo que entender que o tempo escasseava mais porque, na maioria dos casos, tinham com eles filhos em idade escolar que necessitavam de apoio constante em horário de aulas, entender que muitas vezes a colaboração era exercida fora de um horário normal de expediente. Mas a verdade é que, em termos profissionais, podemos afirmar que todos, sem exceção, deram muito deles ao exercício da sua profissão. Por outro lado, muitas empresas conseguiram reduzir custos com instalações, consumíveis, entre todas as conexas com o manter um posto de trabalho. Mas sem dúvida, criou-se uma relação de muito maior confiança entre trabalhador e entidade patronal.

Que avaliação faz da situação do país, no que respeita à possibilidade de, aquando do término do período das moratórias, surgir um aumento do número de insolvências?

Acreditamos que vai ser uma avalanche de insolvências e execuções a invadirem os nossos tribunais. Comparando com a crise que se iniciou em 2008, acreditamos que seja mais violenta mas mais curta, afinal não é ou será uma crise nacional ou europeia, mas mundial.

Para 2022, a Da Chão & Rocha tem planos de crescimento/parcerias?

A Da Chão & Rocha foi um projeto que foi idealizado em 2015/2016, mas nasceu enquanto sociedade em 2017. Desde então, todos os anos temos crescido e criado novas parcerias, quer com clientes, quer com profissionais do foro. 2022 não será diferente, existem dois novos projetos que estão em fase de desenvolvimento e que, consequentemente, nos permitirão estabelecer novas parcerias.