Recurso ao teletrabalho não depende de acordo entre patrões e trabalhadores

0
133
Imagem:PxHere

O Governo anunciou esta quarta-feira as medidas para o novo confinamento, que entrará em vigor à meia-noite de dia 15 de janeiro. Entre elas está o teletrabalho.

Anteriormente, o teletrabalho deveria ser implementado de comum acordo entre o funcionário e o patrão, caso a função desempenhada pelo colaborador permitisse que o mesmo desempenhasse a sua função a partir de casa.

Neste segundo confinamento, o Governo deixou cair essa obrigação. O teletrabalho deve acontecer, independentemente do acordo entre patrões e colaboradores.

Todos aqueles que possam realizar a sua atividade profissional a partir de casa, devem fazê-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here