“Uma referência na intermediação de crédito nas ilhas”

Ricardo Silva é formado em Engenharia Civil, mas abriu, enquanto sócio-gerente, uma agência da ERA na Horta, na ilha do Faial, em julho de 2021. Em junho de 2022, surgiu uma nova agência, desta vez na ilha do Pico. Luísa Couteiro, formada em Gestão Comercial, é a responsável pela Intermediação de Crédito de ambas as agências. Nesta entrevista, destacam-se temas como o posicionamento das famílias quando se revela necessário contactar um intermediário de crédito e a importância de este ser um serviço integrado nas agências ERA Horta / Pico.

0
477

A ERA é uma marca muito conhecida no que concerne à área da mediação imobiliária. No entanto, como reagem os clientes quando são informados de que a ERA Horta/Pico pode também prestar serviços de intermediação de crédito?

Estamos numa fase de implementação da marca com este serviço. Grande parte dos clientes já associa este serviço à ERA Horta / Pico, quando nos procuram para comprar casa connosco. Quem não conhece o serviço reage com surpresa, aceitando e valorizando. Queremos caminhar para que sejamos uma referência na intermediação de crédito nas ilhas do Faial e Pico. Estamos a desenvolver localmente e junto da ERA Portugal estratégias para que possamos simplificar e tornar este serviço mais acessível para todos.

Quão importante é que uma marca cuja atividade se concentra na mediação imobiliária possa também disponibilizar, no mesmo local, o serviço de intermediação de crédito?

Este é um ponto-chave para o desenvolvimento do nosso negócio. E explicamos porquê. Para os clientes vendedores que nos confiam os seus imóveis é muito importante que acompanhemos de perto todas as etapas do processo de venda das suas casas, de forma a que se conclua o negócio pelo preço certo, em tempo útil e sem problemas. Para os clientes compradores que nos procuram é também muito importante, por ser um serviço facilitador da comunicação entre os nossos parceiros bancários e a garantia de se conseguir a melhor proposta. Com a capacidade de reunir várias propostas num curto espaço de tempo, o cliente poupa muito tempo e ganha
uma vantagem competitiva muito grande no poder de negociação das melhores condições possíveis para o seu crédito habitação. Este processo resultará numa poupança de milhares de euros e tudo isto é gratuito. A intermediação de crédito é um serviço que se conjuga na sua plenitude com a mediação imobiliária, oferendo
vantagens a todos os intervenientes.

Luísa Couteiro, Responsável pela Intermediação de Crédito

Enquanto intermediário de crédito, que conselhos pode dar às famílias que têm, neste momento, um crédito habitação?

Pela nossa experiência, esta é uma altura muito importante para as famílias começarem a olhar para os seus créditos habitação e procurarem um profissional que possa aconselhar uma renegociação das condições já contratadas. Se por um lado as taxas de referência (EURIBOR) começam a atingir valores históricos, por outro
lado consideramos que este é o momento para conseguir melhores condições no crédito. Negociar o spread, transferir o seguro de vida, ou pedir um alargamento do prazo de pagamento são soluções que podem resultar numa grande diferença na prestação mensal. Todos os nossos parceiros bancários estão com companhas muito boas de captação de novos clientes com spreads muito competitivos e que não estavam disponíveis no mercado há muito tempo. Conseguir um spread muito reduzido nesta fase pode não resultar rapidamente numa grande
poupança na prestação mensal dado o peso muito grande da taxa de referência, mas a longo prazo resultará numa grande diferença.

Que mudanças nota, nas pessoas que procuram fazer novos créditos habitação? Há preocupações novas?

A principal mudança que noto é uma maior consciência do que é o crédito e uma maior responsabilização, quando se formaliza este recurso. Acredito mesmo que se passou de uma leviandade generalizada qua conduzia a uma aquisição de crédito desenfreada para uma cautela por vezes até exagerada. As pessoas questionam mais, procuram mais e melhor informação, são mais exigentes, e conhecem melhor o processo de crédito. É um
desenvolvimento muito positivo na mentalidade geral no que respeita à aquisição de crédito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here