“A margem financeira das empresas será estruturante para enfrentar 2023”

A Contar Mais Contabilidade define-se como uma empresa de Contabilidade, Assessoria Fiscal e Apoio à Gestão. Nuno Freitas, o contabilista certificado desta empresa, destaca o ano de 2022 como um ano positivo a todos os níveis, mas reforça a importância da preparação, por parte das empresas, para um ano de 2023 – e possivelmente ainda uma parte de 2024 – onde as dificuldades a nível de tesouraria se vão fazer sentir.

0
117

Quão importantes é o serviço de “Apoio à Gestão”, num momento em que as empresas e as famílias já começam a ter de analisar o que o próximo ano pode reservar, relativamente aos orçamentos empresariais e familiares?

Durante dois anos, vivemos condicionados pela pandemia, e 2022 foi o ano de viragem. Isso refletiu-se ao longo destes meses com um aumento (brutal) na procura de bens e serviços. Na ótica empresarial, os empresários/gestores deverão equacionar capitalizar mais as suas empresas, de forma a terem uma “almofada” para um ano complicado que se avizinha; no lado dos particulares penso que já existe alguma contenção, até porque vemos, hoje em dia, que os consumidores já perdem algum tempo a comparar preços, por exemplo, no
supermercado. O que é normal e expectável.

Que análise faz à solidez do tecido empresarial nacional e à forma como o mesmo poderá suportar mais uma crise económica?

O contexto atual e aquele que se avizinha para o ano 2023 não será favorável, mas de facto os nossos
empresários e empresas já demonstraram que conseguem resistir em tempos difíceis e controversos. Em particular, os nossos clientes, face a um acompanhamento permanente, têm margem de segurança para enfrentar o futuro com alguma tranquilidade, pois temos tido, desde o início, uma postura de pedagogia, de apoio permanente sobre temas essenciais e indispensáveis no dia a dia das suas empresas. O nosso papel, como contabilistas certificados e consultores, é de aconselhar, apoiar e disponibilizar, em tempo real, toda a informação
económica, financeira, fiscal e contabilística para uma boa tomada de decisão.

Qual o papel dos contabilistas, junto das empresas e das famílias, numa situação como a que vivemos atualmente (subida de preços, diminuição do poder de compra e redução do dinheiro disponível)?

O nosso objetivo é prestar, em qualquer momento, a informação que o empresário necessita para que tenha a noção real dos seus custos; quais as margens que poderá aplicar num certo produto ou serviço; onde e como investir; quais os benefícios fiscais vigentes, etc. Na ótica das famílias, procuram este profissional quando realmente necessitam, até porque no quotidiano qualquer um de nós faz a sua contabilidade. Aliás, as aplicações dos bancos já fornecem essa informação sobre quanto é que gastou, em que setor, etc.

Aquando da nossa última entrevista, estava prevista a criação de uma plataforma Cloud, para que os clientes pudessem aceder, em tempo real, à sua situação económico-financeira, bem como a informação relativa a recursos humanos e à sua situação contabilística. Tal já foi concretizado?

Sim. A Contar Mais estabeleceu uma parceria com o Millennium BCP e com a Cloudware para a comercialização do primeiro software de gestão com integração bancária – o iziBizi. Mais uma solução inovadora que permite aos nossos clientes “saltarem” para a digitalização e informação em real time.

Relativamente ao estado da economia, quando lhe parece que a mesma poderá voltar a estabilizar e quais os desafios que ainda teremos de enfrentar antes disso?

Parece-me que no ano de 2023 e no primeiro trimestre de 2024 a economia irá abrandar, devido ao aumento dos juros ao nível do crédito bancário e também devido à guerra na Europa, o que faz com que haja um aumento generalizado dos preços sobre as mercadorias, matérias-primas, serviços, etc. No entanto, creio que haverá alguma estabilidade de preços no segundo trimestre de 2024 e, por conseguinte, uma retoma económico-financeira.

Como prepara a Contar Mais Contabilidade o ano de 2023? Quais os objetivos a atingir, neste novo ano?

Para o próximo ano pretendemos consolidar a nossa posição no mercado com um novo website, com mais conteúdo essencial para os nossos clientes e visitantes. Ao mesmo tempo, pretendemos melhorar (cada vez mais) o helpdesk junto dos nossos clientes e, por isso, recentemente, tivemos um processo de recrutamento com o intuito de melhorar todas as nossas valências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here