Banco de Portugal prevê que exista cerca de 13 mil milhões de euros em moratórias que não serão pagas até setembro de 2021

0
149
Imagem: Diário As Beiras

Muitas empresas e famílias recorreram às moratórias bancárias para conseguir garantir alguma liquidez, durante o período pandémico.

Agora, com as moratórias prolongadas até setembro de 2021, o Banco de Portugal estima que o valor das prestações não pagas alcance os 13 mil milhões de euros.

O Relatório da Estabilidade Financeira do Banco de Portugal estima que o valor devido pelas empresas irá representar cerca de 15% do stock de empréstimos de cada uma delas.

Tal baseia-se na possibilidade de não existirem, até lá, saídas voluntárias da moratória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here