BCE compra dívida resultante do coronavírus

0
45
Imagem: UOL Economia

O Banco Central Europeu (BCE) admitiu comprar toda a a dívida resultante da pandemia da Covid-19, mesmo que, por isso, acabe por ficar com mais de um terço da dívida de um único Estado-membro.

O pacote inicial era de 750 mil milhões de euros, mas o BCE veio revelar que, devido ao surto pandémico, deixou de haver limites à compra da dívida de um Estado-membro, desde que esta resulte da crise causada pelo coronavírus.

Quando Christine Lagarde anunciou o primeiro pacote de 750 mil milhões de euros, o BCE só podia adquirir até 33% de uma dívida de um país da Zona Euro. Agora, o limite terminou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here