Clínica Cunha Coutinho: uma clínica dentária que acompanha gerações

A Clínica Cunha Coutinho, situada na Avenida Guerra Junqueiro em Lisboa, já tem mais de três décadas de atividade e atua conjugando as tecnologias de ponta com o serviço próximo dos clientes. Dotada de todas as áreas disponíveis, no que respeita à Medicina Dentária, José Cunha Coutinho, médico especialista em Estomatologista e diretor clínico deste espaço, realça a importância de um acompanhamento personalizado e da existência de um “médico estomatologista de família”, que conheça e acompanhe as famílias, no que respeita ao seu historial clínico.

0
410

Quando avalia o trabalho desenvolvido até ao momento, como o caracterizaria?

O nosso principal objetivo sempre foi desenvolver relações de confiança. Procuramos estabelecer uma equipa de médicos forte que acompanha os pacientes ao longo dos anos com familiaridade, desenvolvendo um ambiente em que acabamos por acompanhar famílias inteiras. Ao longos dos anos procuramos ir atualizando conhecimentos e técnicas para oferecer os melhores tratamentos da atualidade que já tenham provas dadas.


Quais as especialidades da Medicina Dentária que têm disponíveis?

A Cunha Coutinho Saúde tem todas as áreas disponíveis. Temos desde a prevenção através da higiene oral, passando pela patologia oral, endodontia, periodontia, ortodontia, odontopediatria, prótese fixa e removível, implantologia, cirurgia oral e outras áreas mais complexas, nomeadamente as patologias das articulações temporo-mandibulares, cirurgia das glândulas salivares, patologia dos seios maxilares e resolução de casos complexos e de
fim de linha, para além de segundas opiniões em todas as áreas. A Cunha Coutinho Saúde tem médicos estomatologistas que abordam os casos mais complexos, adotando técnicas minimamente invasivas como a endoscopia de contacto das lesões orais, a sialoendoscopia de glândulas salivares, a endoscopia nasal e a ecografia de cabeça e pescoço.

José Cunha Coutinho, Diretor Clínico e médico
estomatologista, com os filhos Gonçalo e José

Os portugueses são uma população onde ainda prevalece o medo do dentista, sobretudo naqueles mais velhos, bem como a ideia de que ir ao dentista é caro e difícil, no sentido em que os tratamentos podem ser demorados. Ainda sente necessidade de desmistificar estas ideias ao público?

Graças ao investimento que temos feito nas tecnologias mais recentes de diagnóstico e
terapêutica, conseguimos oferecer diagnósticos precisos e rápidos e tratamentos otimizados,
privilegiando uma correta informação do paciente, de modo que ele parta tranquilo e seguro da sua opção. Exemplo disso são as imagens de tomografia tridimensionais que permitem um diagnóstico preciso de situações complexas no próprio dia e um planeamento individualizado e integrado no fluxo digital, que permite aos pacientes disporem do recurso às técnicas mais modernas, nomeadamente nas áreas de Reabilitação Oral, Implantologia e Cirurgia Oral. Temos, também, trabalhado ao longo destes 30 anos por expandir a lista de acordos e convénios, para além da Cunha Coutinho Saúde ter o seu próprio plano de saúde familiar.

Quais os cuidados básicos e diários de saúde oral que, sendo observados, podem assegurar uma melhor saúde?

Os cuidados mais importantes passam pelos cuidados com a dieta, que deve evitar os
açúcares, bem como da higiene oral diária em casa, sempre acompanhada de uma vigilância
regular na área da saúde oral, associada à higiene profissional para impedir o desenvolvimento da cárie e das doenças das gengivas. Outro pilar fundamental passa por
evitar os fatores de risco para o cancro oral, como o tabaco, o álcool ou o excesso de
exposição solar nos lábios, devendo realizar-se uma vigilância regular num especialista de
medicina oral.

No que concerne ao aspeto físico, este é, nos dias de hoje, cada vez mais importante para o bem-estar pessoal e social. Sente um aumento da procura por tratamentos estéticos e de implantologia?

Sim, sem dúvida, cada vez mais somos confrontados com casos de elevada exigência
estética, designadamente na área da Ortodontia, também com recurso à Ortodontia
invisível, e da Implantologia, em que a expectativa do paciente é conciliar a melhoria da
função em simultâneo com a aquisição de um aspeto estético mais agradável. Também
temos pacientes que recorrem a tratamentos de carácter exclusivamente estéticos: botox,
preenchimento com ácido hialurónico, peeling, entre outros, que permitem eliminar pequenas
imperfeições e sinais de envelhecimento, realçando um aspeto jovem nos pacientes.

Graça Teles de Abreu (Cunha Coutinho)
Responsável pela consulta de Medicina Estética

O facto de a Medicina Dentária ainda não estar incluída no SNS dificulta o acesso à mesma. Tendo isso em conta, a Clínica Cunha Coutinho tem acordos que ajudam a população a ter acesso a esses cuidados médicos?

Sim, na prática a primeira linha de cuidados de saúde oral encontra-se nas clínicas privadas.
Felizmente, a nível hospitalar, vocacionada para patologias e doentes mais complexos
existem, em mais de 14 Hospitais do SNS, serviços com médicos licenciados em Medicina e especializados em Estomatologia, para o tratamento médico-cirúrgico de doenças orais e maxilofaciais. Muitos dos doentes tratados nestes serviços de Estomatologia são doentes referenciados por clínicas dentárias para tratamento de casos complexos. Na Cunha Coutinho Saúde temos o privilégio de ter no nosso corpo clínico médicos estomatologistas.

Com um passado de várias décadas dedicadas à Saúde Oral, como antecipa agora o futuro desta área da Medicina, em particular na Clínica Cunha Coutinho?

A evolução dos cuidados em saúde oral vai passar por dois grandes pilares, que têm guiado
a evolução da nossa clínica. Por um lado, em conseguir oferecer tratamentos mais
individualizados e cada vez menos invasivos, com maior segurança e rapidez, que só é
possível através dos fluxos digitais e das tecnologias inteligentes. Por outro lado, continuar a oferecer cuidados de saúde oral de proximidade e continuidade. Isto só é possível quando o paciente tem um verdadeiro “médico estomatologista de família” que o acompanha ao longo da vida e, por vezes, através de gerações, garantindo um cuidado centralizado e personalizado, que tem em conta as particularidades e a história do paciente, ao contrário de práticas mais industrializadas e do nomadismo nos cuidados de saúde oral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here