“A complementaridade entre Medicina convencional e Osteopatia é o futuro”

A NBfisio é uma rede de clínicas especializadas em Osteopatia, Fisioterapia e Pilates Clínico. Nuno Barreto é osteopata e fisioterapeuta, além de ser o diretor clínico deste grupo, cujos serviços estão disponíveis em Almada, São João do Estoril, Olhão e, brevemente, em Alcantarilha.

0
563
Nuno Barreto, diretor clínico

Quando surgiu a NBfisio e qual o vosso posicionamento no mercado, e junto dos vossos clientes?

A NBfisio surgiu no mercado em setembro de 2009, desde essa altura temos apostado numa política de cuidados de saúde individualizada e focada no paciente. Neste momento, estamos em Almada, São João do Estoril, Olhão e muito brevemente iremos abrir uma nova clínica em Alcantarilha. Procuramos ir ao encontro das expectativas de quem nos procura, elevando o nível dos cuidados prestados nas áreas da Osteopatia e Fisioterapia, recorrendo às técnicas e tratamentos que melhor se adequam a cada problema e cada pessoa, tendo sempre em conta as melhores referências e bases disponíveis. Somos uma equipa jovem, mas experiente, dinâmica e em constante evolução.

De entre as principais terapias complementares de que dispõem, quais as que gostaria de salientar?

Para além da Osteopatia e Fisioterapia, destaco o Pilates Clínico, Yoga Terapêutico e o nosso Ginásio Clínico, com condições de excelência para uma recuperação total e uma manutenção a médio e longo prazo. Temos também Acupuntura, Naturopatia, Mesoterapia, Nutrição, Terapia da Fala, Psicologia, Coaching ou Hipnose Clínica.

A complementaridade entre as terapias complementares e as especialidades clínicas pode, efetivamente, ajudar à melhor recuperação possível de quem vos procura?

A complementaridade entre as terapias complementares e as especialidades clínicas é o futuro da Medicina e dos cuidados de saúde. À semelhança do que já se verifica noutros países da Europa, Ásia e América, as diferentes áreas da Medicina completam-se e integram-se em torno da recapacitação do paciente. É isso que procuramos fazer nas clínicas NBfisio, com uma equipa de profissionais de saúde de excelência, que possuem experiência e domínio das diferentes áreas da saúde, compreendendo o Ser Humano como um todo.

A Fisioterapia teve um aumento da procura, considerando o pós-confinamento. A que lhe parece que tal se deveu? Como respondeu a NBfisio a esta procura?

Parece-nos que tal se deve a um acumular de situações que têm conduzido a uma grande inatividade da população, que se traduzem em dores de costas, tendinites, lesões musculares e posturais, entre outras. O facto de oferecermos tratamentos individualizados e direcionados para cada paciente, num contexto de segurança máxima, e dispormos de profissionais motivados e competentes são mais fatores diferenciadores que contribuíram para isso. Acabámos por nos adaptar à procura, melhorando e aumentando os nossos recursos humanos, passámos a dispor de consultas, tratamentos e aulas online e ao domicílio. Fizemos também uma forte aposta no digital, para estarmos mais perto de quem nos procura.

A Covid-19 causa problemas físicos, como a perda de massa muscular e algumas dificuldades respiratórias. A NBfisio preparou algum programa especial, de forma a responder a estas questões?

Nas clínicas NBfisio dispomos de programas de reabilitação respiratória e cardíaca, através da implementação de treinos cardiofuncionais nos nossos ginásios e tratamentos complementares de fisioterapia respiratória, Pilates clínico e ginástica hipopressiva. Dispomos ainda de uma equipa de psicólogos e nutricionistas para ajudar na recuperação.

Como lhe parece que os portugueses cuidaram da sua saúde na pandemia?

Com os vários confinamentos e as consequências da imobilidade e morbilidades de grande parte dos portugueses, os problemas de saúde tiveram tendência a agravar-se. Temos verificado mais situações limite, sendo que a saúde dos portugueses no geral agravou-se. Os problemas musculoesqueléticos e articulares têm uma prevalência mais elevada, bem como as tendinites, lombalgias, dores nos ombros e cervical.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here