“As famílias vão sentir o impacto do aumento dos preços”

Ricardo Carrapiço é um ex-bancário que viu na sua experiência de mais de uma década na banca, a oportunidade e o desejo de poder estar mais próximo e contribuir diretamente na tomada de decisão das famílias, através da apresentação das melhores soluções de crédito. A Planos100, empresa de intermediação de crédito e consultoria, nasceu para dar forma ao sonho.

0
168

O que o fez avançar para a criação de um negócio em pleno período pandémico?

A Planos100 surgiu em plena pandemia porque coincidiu com a minha decisão de desvinculação da entidade bancária onde trabalhava para dar lugar à concretização de uma vontade que tinha há já quase três anos: a de iniciar uma atividade em que me sentisse verdadeiramente útil. A Planos100, permite-me dar às pessoas a perceção correta de todas
as opções disponíveis, negociando realmente as melhores condições e apresentando-lhes a melhor solução caso a caso.

Porquê, especificamente, nesta área?

Pela falta de conhecimento que me fui apercebendo que os clientes manifestavam nesta área. Quanto mais falava com os clientes, mais me apercebia de que uma grande parte deles desconhecia por completo as características de um crédito ou de outros produtos bancários. É por isso que esta atividade faz todo o sentido: temos protocolos com os diversos bancos e entidades financeiras e conseguimos negociar junto de cada um, propondo ao cliente uma solução integrada que seja a mais adequada para si, expondo exatamente quais os custos associados, o que significa cada parcela, e o que pode advir, no futuro, com determinadas escolhas.

Portugal tem uma população com uma literacia financeira muito baixa. De que forma podem ajudar as famílias e que soluções apresentam?

É verdade. A literacia financeira dos portugueses é ainda muito reduzida. Acredito que seria fundamental a abordagem destes conceitos em contexto escolar para que, desde muito cedo, se formas se e consciencializasse os alunos com noções básicas, mas fundamentais, de economia e finanças. A gestão é crucial em qualquer atividade/setor e não é possível, quer a título individual, quer como empresa, alcançar o sucesso sem uma gestão criteriosa. A
Planos100 tem por missão ajudar quem nos procura a melhorar a sua situação financeira contribuindo para a negociação/formalização de qualquer contrato de crédito nas condições que mais satisfaçam o cliente. Damos apoio em operações de crédito habitação, transferência de crédito habitação, leasing imobiliário, crédito pessoal, crédito consolidado, seguros e cartões de crédito.

Como lhe parece que a situação na Europa vai afetar a economia e as famílias?

A economia vive de ciclos, “altos e baixos”. Estou expectante de que a situação atual, no que respeita à guerra Rússia/Ucrânia, seja ultrapassada a breve trecho, mas ainda assim vai ter consequências. Concretamente, no que respeita às taxas de juros, a tendência de subida
já era evidente e esta situação vem reforçar essa propensão – a Euribor a 12 meses subiu cerca de 0,15% em março relativamente ao mês anterior, embora ainda continue negativa – e
este é o caminho. Nós estamos numa fase de crescimento económico, após a situação mais aguda do período pandémico, que de alguma forma é colocado em causa neste novo
contexto de incerteza mundial, podendo mesmo conduzir a um período de estagflação, caracterizado pela verificação simultânea de uma queda do crescimento económico, de uma elevada inflação e de um aumento do desemprego, contribuindo para a redução do poder de compra das famílias. As que apresentam alguma margem no orçamento familiar podem passar de forma incólume por este período mais conturbado que possamos viver, por outro lado aquelas que neste momento já apresentam algum estrangulamento financeiro podem
enfrentar grandes dificuldades. Nesse caso, há que antever o problema e começar desde já, se for o caso, a renegociar as prestações e fazer alguns ajustes financeiros antes de
qualquer situação de incumprimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here