“As pessoas já reconhecem a importância da iluminação”

A Light & Store está nas mãos de Márcia Costa desde 2019. Formada em Design de Interiores e apaixonada por projetos iluminação, a diretora desta empresa, cujo core business passa pelo “do it yourself” e pela aposta em luminárias diferenciadas, assume que, apesar das dificuldades, o fundamental é nunca desistir. Para 2021, a aposta passa pelo crescimento – físico e digital.

0
331
Márcia Costa, diretora

Como foi o seu percurso até se tornar manager da empresa?

Sou designer de interiores e, em 2009, fui convidada para trabalhar numa empresa de iluminação muito conceituada, onde fiz projetos de iluminação muito interessantes. Foi aí que comecei a interessar-me pela área da Iluminação. Em 2013, entrei na Light & Store e dediquei-me, em conjunto com quem geria a empresa, a divulgar as lâmpadas LED, que eram relativamente novas. Entretanto, tornámo-nos representantes de algumas marcas e uma delas tinha um artigo que era um lego com luz. Na época, fez sucesso e foi o que nos levou a apostar em peças alternativas. Abrimos um corner no Príncipe Real e apostámos sempre em artigos originais. Éramos diferentes de qualquer outra loja de iluminação, tínhamos produtos muito originais e, para mais, vendíamos os componentes todos em separado. Ganhámos mais visibilidade graças a essa diferenciação. Em 2017, abrimos a loja em Campo de Ourique, onde ainda estamos, e, em 2019, a empresa tornou-se minha. Em 2020, surgiu a pandemia, o que me fez despertar para outras soluções, além da loja física: apostei muito no site e na comunicação nas redes sociais. Considero que é fundamental comunicar que nunca parámos de trabalhar.

No caso da iluminação, é possível desenvolver projetos totalmente online?

É completamente possível fazer um projeto à distância. Através de videoconferência, podemos conhecer a pessoa e através de uma planta de arquitetura podemos identificar os pontos de luz. Se tivermos uma referência daquilo que a pessoa gosta – através de umas fotos ou de uma indicação específica do que se trata – conseguimos desenvolver um orçamento à medida de cada projeto. Aliás, é o que temos estado a fazer – apresentar orçamentos a pessoas que não conhecemos. O site está a chegar às pessoas e sinto que, cada vez mais, as pessoas já não têm medo de comprar online. Faço questão de passar a informação de que somos pessoas, reais. Estamos deste lado, atendemos telefones e respondemos aos emails. É até engraçado quando alguém vem levantar uma encomenda e nos conhecemos pessoalmente, depois de já termos conhecido aquela pessoa online.

Quais são as principais novidades no setor da Iluminação, quer em termos de Design, quer pelo lado da poupança energética?

O LED continua a evoluir e há sempre novidades. Para além da poupança energética, estas lâmpadas têm uma duração de vida muito superior – uma garantia de dois a cinco anos, alguns produtos com 10 anos de garantia – o que passa muita segurança a quem adquire estes produtos. Neste momento, parece-me que a grande tendência é a iluminação inteligente. É algo que ainda há muito que explorar, mas já existem muitos clientes à procura deste tipo de iluminação, que permite que, através de uma aplicação, se ligue uma determinada luz a uma determinada hora do dia… é perfeitamente possível programar toda a energia e iluminação através de uma aplicação. Além disso, existem ainda as lâmpadas RGB, que são lâmpadas que permitem adicionar cor à luz e servem sobretudo para luz ambiente /decorativa.

E continuam a apostar nos acessórios?

O que se destaca no nosso conceito é precisamente o “Do it yourself”, o que significa que qualquer cliente pode fazer uma luminária ao seu gosto, por isso temos todos os componentes necessários à montagem de um candeeiro. O nosso maior stock são mesmo os componentes.

Com esta questão pandémica, o vosso mercado mudou?

O facto de a loja estar aberta ao público convida muitos clientes particulares a entrar. Todavia, o que ajudou a complementar as contas de 2020 foi o facto de as obras não terem parado. Isso permitiu que clientes profissionais – arquitetos, designers, construtores civis – recorressem aos nossos serviços para completar as obras em curso. Por esse motivo, o objetivo para este ano é angariar mais projetos de maior dimensão. Eu, enquanto lighting designer, quero voltar a fazer projetos de iluminação, por isso é essencial apostar nesse sentido!

Ao longo deste tempo, e com a experiência adquirida com a profissão, que mudanças nota em si, enquanto mulher e profissional?

Sou mais ou menos a mesma, mas muito mais exigente comigo mesma. Sempre fui muito dedicada ao trabalho e foi isso, aliás, que me fez ficar com esta empresa. A juntar à dedicação, gosto de ter uma relação próxima com o cliente e tento que isso passe para a minha equipa. Gosto que a Light & Store construa uma relação com os clientes profissional, dedicada, divertida, alegre, simpática e próxima. Ao longo do tempo em que estou à frente da empresa, percebi que o importante é nunca baixar os braços.

Em termos de tendências, quais são as novidades no que respeita a iluminação, sobretudo dada a presença das pessoas em casa e a multifuncionalidade dos espaços?

Além das lâmpadas inteligentes, as pessoas procuram luzes para criar um ambiente confortável em casa. Dado que a maioria da população passa, agora, muito tempo em casa, e a habitação é também o local de trabalho, a luz deve adaptar-se à função que desempenha – uma luz para trabalhar não é a mesma que necessitamos para um momento de descontração. Cada vez mais, as pessoas reconhecem a importância da iluminação numa habitação, o que é ótimo.

Qual o futuro que ambiciona para a Light & Store?

Queremos uma loja maior, para poder ter mais stock e mais produtos de iluminação em exposição. Além disso, quero conseguir dedicar-me ao Departamento de Projetos, para fazer projetos de iluminação e continuar a apostar fortemente no site e nas vendas online.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here