“É digital a mutação”

A eMutation foi criada com o propósito de ser uma empresa adaptável e com capacidade evolutiva, na área do Marketing Digital, do Design e do Web Design, como explicou Eduardo Rodrigues, o fundador do projeto.

0
368
Eduardo Rodrigues, designer

A eMutation é uma empresa com grande potencial de crescimento e um grande leque de soluções e serviços. Como avalia este projeto e o percurso já feito?

A eMutation é um projeto pessoal. Quando criei a marca, quis incluir a letra “E” como marca pessoal, a palavra “mutação” é inspirada em algo orgânico, alterações de DNA e seres que se alteram, e uma necessidade de nos adaptarmos a todas as situações. O percurso é uma montanha russa, muitas vezes. As ideias e os métodos de trabalho estão bem definidos, o potencial de crescimento é uma possibilidade, mas tudo depende da evolução do mercado, no entanto acredito nos métodos de trabalho.

As marcas procuram que o seu público se identifique consigo. Quais os fatores a ter em conta quando se desenvolve um plano de marketing e de rebranding?

No início não era bem assim, mas ultimamente já tive alguns casos em que as pessoas elogiam o website e identificam-se com as ideias e a marca, por isso acredito que sim, é no fundo uma representação de ambos, os clientes porque fazem essa escolha e eu porque posso corresponder essa confiança com trabalho e orgulho. Os fatores a ter em conta serão sempre analisar a imagem atual, entender a opinião do cliente e dar algumas sugestões, fazer escolhas personalizadas, trocar ideias e propostas. O Marketing envolve, essencialmente, a ideia de criar meios para vender um produto ou serviço, é necessário fazer uma análise da situação atual, identificar o público-alvo, criar objetivos e estratégias para que seja bem-sucedido. No marketing digital é essencial ter bons conteúdos, relevantes e interessantes, uma boa imagem e sites rápidos e funcionais. É importante ter websites otimizados com estratégias SEO para os melhores resultados nos motores de busca e estratégias adequada para as redes sociais.

Com o confinamento, muitas empresas tiveram de colocar os negócios online, para chegarem ao público-alvo. Como foi esse momento para a eMutation? Houve um aumento de trabalho?

Sim, efetivamente notou-se uma maior procura nesses serviços Se, por um lado, estavam a surgir novos projetos na área do turismo e da restauração, que foram colocados em pausa, por outro lado surgiram outras ideias e necessidades, com projetos que querem vender online ou que querem mudar a imagem e a comunicação.

A comunicação com o cliente, ainda que por via digital, continua a ser vital para o sucesso do negócio. Como se adapta uma comunicação direta e pessoal para uma realizada por via digital?

Comunicar por telemóvel ou por e-mail já era uma prática usual, a qualquer dia e hora. Quando ficámos confinados em casa, houve clientes que optaram por utilizar as video chamadas para reunirmos todas as pessoas envolvidas nos projetos.

Ainda há espaço, todavia, para uma comunicação por outdoors e flyers?

É mais fácil chegar a cada pessoa pelas redes sociais, com contactos diretos, ou com campanhas de marketing digital, os custos são significativamente menores e ainda podemos poupar o ambiente. Nos outdoors não há um contacto direto e um reclamo ou publicidade em múpies pode sim marcar a diferença, desde que a comunicação também seja diferenciadora.

Que desafios antecipa para este setor, nos próximos tempos?

Vejo alguma concorrência neste setor, vão aparecer mais empresas no mercado, de Design e de Web Design. O maior desafio será transmitir a distinção entre o “faça você mesmo” dos websites, em que só muda o logótipo e o texto, ou fazer um trabalho personalizado para cada situação ou empresa, como nos é característico.

www.emutation.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here