“Mais tecnologia obriga a cuidados adicionais”

A Loading Happiness tem cinco anos de atividade, mas a experiência dos seus profissionais é muito maior. Carlos Gavela, responsável por esta empresa de soluções de TI, destaca a evolução tecnológica das PME’s nos últimos dois anos e a forma como a Loading Happiness tem crescido sustentadamente.

0
357

Como caracteriza a evolução que tem tido lugar nas PME, no que respeita à evolução digital e tecnológica dos mesmos?

Os últimos dois anos aceleraram, na minha opinião, um processo que vinha sendo evidenciado: um maior investimento nas tecnologias de informação por parte das PME,
muito associado a uma perceção de que as ferramentas informáticas são facilitadoras na
gestão diária. Nestes últimos dois anos a mudança foi forçada e essencialmente associada
a processos de trabalho remoto e à desmaterialização das infraestruturas informáticas próprias nas empresas, com migração para cloud. Estas práticas que, como disse e sabemos, foram essencialmente motivadas pela pandemia, são agora irreversíveis.

Quais os serviços que lhe parecem mais importantes salientar?

Creio que o foco deve recair sobre as questões da cibersegurança. De facto, estamos todos mais ligados e dependentes das tecnologias de informação. É essencial ter consciência de que o benefício que estes processos acarretam obriga a uma vigilância e cuidado adicionais, pois estamos também muito expostos. Hoje, a cibersegurança é também para todos, independentemente da dimensão da estrutura. Se pensarmos, por exemplo, nas ligações dos sistemas de arquivo ou de faturação, conseguimos perceber porque se deve privilegiar a segurança.

As necessidades tecnológicas das empresas são sempre distintas. Como é possível perceber essas necessidades e desenvolver um projeto/serviço à medida? Cada vez mais, esta personalização importa, para o cliente?

Definitivamente. A experiência que temos é exatamente no sentido da customização. Não
vale a pena aplicar a mesma solução a clientes que têm necessidades, ritmos e estruturas
diferenciados. Se o fizermos estamos a desperdiçar os nossos recursos e os recursos dos
nossos clientes. Começamos sempre por conhecer o negócio dos clientes com quem
trabalhamos e desenhamos, passo a passo, as respostas adequadas às suas necessidades.

A Loading Happiness foi distinguida como empresa Top Scoring PME 5%, pela sua forma de levar a cabo a gestão da empresa. Como avalia a importância desta distinção para a empresa e os seus colaboradores?

Temos tentado aplicar as melhores práticas de gestão e de sustentabilidade, com a consciência que a ‘saúde’ económico-financeira é um pilar essencial para a confiança dos clientes e segurança dos colaboradores. Este reconhecimento dá-nos ânimo para continuar a
seguir um caminho que acreditamos ser estruturado e sólido.

As TI já são fundamentais para o desenvolvimento de um bom trabalho diário. Qual a sua opinião sobre a abertura das PME’s nacionais aos benefícios da cada vez maior digitalização dos procedimentos diários?

Os dois anos de pandemia catapultaram os processos de informatização em todas as áreas
de negócio, com especial expressão nas micro, pequenas e médias empresas. Esse processo é, de facto, irreversível. Deve, contudo, ser agora acompanhado de uma maior aprendizagem e consciencialização do que significa e do potencial que ainda pode representar. Os benefícios
assentam na ligeireza dos processos de trabalho, assim como na sua simplicidade e otimização de recursos.

Com cinco anos de mercado, que balanço faz deste projeto até ao momento? Quais as previsões de crescimento futuro?

O balanço é francamente positivo. Anualmente o crescimento tem sido constante e de forma
sustentada. A equipa tem também vindo a crescer. Para o futuro contamos manter o ritmo – sabendo que os efeitos da crise mundial são passíveis de nos afetar – continuando a apostar num trabalho em que a relação com o cliente é basilar e que é aí, nessa relação de confiança mútua, que o nosso sucesso assenta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here