“O compromisso é responder às necessidades dos clientes”

A ACS Contabilidade está no mercado desde 1986. Rafael Silva é o diretor desta empresa que presta serviços de Contabilidade, Assessoria Fiscal, Recursos Humanos e Seguros e que aposta na inovação tecnológica e de software para garantir um trabalho eficaz, salvaguardando também as exigências físicas e emocionais da sua equipa.

0
904
Rafael Silva, diretor

Considerando os anos de trabalho e de experiência nesta área de atividade, como caracteriza a ACS, no que respeita à evolução que fez ao longo do tempo?

A era digital foi um dos maiores marcos da evolução contabilística. Com sistemas mais evoluídos e complexos, a contabilidade passou de um simples registo para uma forma rápida e eficiente de interação das informações necessárias para uma tomada de decisão mais eficaz. Dessa forma, a ACS foi criando e adaptando os seus métodos de trabalho, em função da exigência e necessidade do mercado. O mundo está em constante evolução seja financeiramente, seja intelectualmente, seja com avanços tecnológicos. O importante é que a ACS, como prestador de serviços contabilísticos, seja sempre atual, para que se mantenha fiel aos seus princípios e supere a expectativa do empresário.

A ACS Contabilidade prima pela aposta na inovação. Como se traduz isso no vosso dia a dia de trabalho e no relacionamento com os clientes?

Como a Contabilidade regista essencialmente factos ocorridos, é de extrema importância a aceleração dos processos, para que resultem numa informação fidedigna e em tempo oportuno e, dessa forma, os recursos humanos por si só são extremamente fatigados. Então investimos em tecnologias que permitem proteger essas exigências físicas e emocionais da nossa equipa. Os gabinetes de Contabilidade, nos dias de hoje, são essencialmente executores de tarefas, dada a quantidade de exigências declarativas. Dessa forma, a responsabilidade que assumimos na aceitação de uma contabilidade é de tal significado que a necessidade de programas de controlo, no nosso caso, programados especificamente para o nosso gabinete, refletem a tal inovação que muitas vezes só deixa de a ser quando começam a surgir ofertas semelhantes no mercado. O relacionamento com os clientes é saudável enquanto mantivermos a capacidade de resposta às suas necessidades.

No momento do confinamento e do fecho de muitas empresas – por obrigação legislativa – como reagiu a ACS Contabilidade face a esta questão? Como foi possível ajudar os vossos clientes?

Acredito que fomos e somos essenciais para a superação deste momento menos bom que vivemos, não pelo simples facto de sermos apenas a ponte entre empresas e Estado/apoios, mas por sermos um pilar na estrutura-base de qualquer empresa ou empresário, na medida em que a redefinição de prioridades é conjugada com o nosso parecer e, desta forma, a maioria dos relacionamentos é fortificada e enaltecida pelos próprios.

Existiram empresas que precisaram de recorrer a apoios estatais para sobreviverem e muitas ainda estão com dificuldades, no recomeço da atividade. Que análise faz desta recuperação económica? Ela existe, efetivamente?

A maioria das empresas efetivamente sofreu um revés nas suas linhas de crescimento. Em determinados casos, pôs em causa a sua solvabilidade, mas acredito que, com a redefinição de prioridades e capacidade de superação, o futuro destas não estará de todo comprometido. Acredito que as dificuldades, e como empresário que as sinto, são muitas vezes defendidas com estratégias e modelos de gestão que resultam em superação e sucesso.

Como é que a ACS Contabilidade antecipa o futuro? Quais os próximos objetivos a atingir?

Trabalhamos para conseguir manter os nossos postos de trabalho, a nossa imagem de transparência e seriedade e, essencialmente, a nossa capacidade de fazermos bem e em tempo útil. Temos extrema confiança de que, se assim o fizermos, a ACS continuará a crescer de uma forma sustentável e continuará a ser uma referência no nosso concelho e no nosso distrito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here