Sandra Farinha Contabilidade: onde o cliente é prioridade

Sandra Farinha é a diretora da Sandra Farinha – Contabilidade e Consultoria, uma empresa ainda jovem, mas que conta com uma equipa com mais de uma década de experiência no mercado e se assume como parceira dos clientes, com uma orientação customer centric.

0
965
Sandra Farinha, diretora

Como descreve a Sandra Farinha – Contabilidade e Consultoria, considerando a vossa forma de estar com os clientes?

A Sandra Farinha – Contabilidade e Consultoria é uma empresa que se apresenta como um parceiro estratégico dos seus clientes. Gostamos de estar o mais próximo possível dos nossos clientes e de ajudá-los com todo o apoio fiscal, contabilístico ou de recursos humanos, libertando-lhes tempo para o core do seu negócio e toda a sua gestão operacional.

Quais os principais serviços de que dispõem? É importante que exista flexibilidade no fornecimento destes serviços?

A nossa empresa foca-se em três pilares: Serviços Financeiros, em que o objetivo é facilitar e auxiliar os nossos clientes a gerir e otimizar os recursos financeiros; Recursos Humanos, onde gerimos a comunicação com a Segurança Social, cumprimento das obrigações contributivas, processamento de salários e envio de recibos de vencimento; Fiscalidade, em que garantimos que o nosso cliente cumpre com a sua agenda fiscal, processamos os cálculos de impostos e entregas de declarações fiscais e tem todo o apoio sobre benefícios e apoios à sua atividade. Sendo a Sandra Farinha – Contabilidade e Consultoria uma empresa customer centric, flexibilidade é a palavra-chave.

A importância do detalhe, nos serviços de contabilidade e consultoria, é grande e pode fazer uma grande diferença na vida financeira de uma empresa. Quando trabalham o caso de cada cliente, como se organizam de forma a assegurar que todos os ângulos da questão são considerados?

Na Sandra Farinha – Contabilidade e Consultoria procuramos criar um pacote de serviços à medida do modelo de negócio do cliente. Para tal, recorremos não só ao input do cliente para conhecer o seu modelo de negócio, mas também fazemos a avaliação externa do cliente, tudo o que o rodeia e quais os pontos que lhe podem dar uma vantagem competitiva.

Como descreveria a sua carteira de clientes?

Contamos com empresas em diversas áreas de negócio, desde o setor imobiliário à restauração, bem como o setor tecnológico, e colaboramos com empresas que vão desde startups até PME’s. Trabalhamos também com empresários em nome individual que procuram iniciar a sua atividade. Internacionalmente, a marca Sandra Farinha iniciou a sua expansão através de uma parceria luso-irlandesa, através da Ireland Portugal Business Network.

O fecho das empresas deixou os empresários a necessitar de ajuda. Como se posicionou a Sandra Farinha – Contabilidade e Consultoria, nesse âmbito?

Quando a pandemia começou, procurámos adaptar o nosso próprio modelo de negócio de forma a tornar a empresa mais ágil a prestar apoio aos nossos clientes, parceiros e potenciais clientes. Guiámos os nossos clientes no processo de busca de apoios governamentais, apoio financeiro, com as moratórias e assessorámos nas questões relacionadas com lay-off.

A digitalização é um processo em curso, na área da Contabilidade. Este processo já chegou à empresa?

O modelo de negócio da Sandra Farinha – Contabilidade e Consultoria sempre se baseou muito numa componente digital. Apostamos bastante em manter contacto direto com os nossos clientes e parceiros, através de diversas plataformas digitais, manter a proximidade através de direct mailing e publicações nas redes sociais. Em relação à parte operacional, procuramos o máximo possível ser uma empresa paper-free e recentemente apostámos num robô de arquivo e contabilização, que se junta a ferramentas próprias para gestão de tarefas e projetos.

Como antecipa o futuro da economia nacional, considerando que a pandemia está de novo com valores elevados e as moratórias terminam em setembro?

Mesmo sofrendo o abalo gigantesco provocado pela pandemia, novos negócios são criados diariamente e os nossos clientes e parceiros também estão na luta para inverter este ciclo negativo e ver o seu volume de negócio voltar à normalidade, pelo que o posicionamento da Sandra Farinha – Contabilidade e Consultoria é continuar a pautar-se pela adaptabilidade que os tempos exigem, por forma a ajudar os seus clientes, parceiros e seguidores a conseguirem ultrapassar este período conturbado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here