“Somos reconhecidos como parceiros estratégicos das empresas”

A Bairrifisco conta já com 19 anos de mercado e, neste tempo, tem vindo a desenvolver serviços de Contabilidade, Assessoria Fiscal e outros que as empresas ou os particulares possam necessitar, como destaca o diretor, Rui Pereira.

0
255
Rui Pereira, diretor

Que balanço faz destes 19 anos de atividade, considerando a evolução da empresa ao longo do tempo e o seu posicionamento no mercado?

O balanço é bastante positivo. Esta empresa nasceu com a força de vontade de um jovem que pretendia vingar no mundo empresarial, mas sem qualquer apoio institucional ou financeiro. Passou por alguns maus momentos, no entanto foi crescendo sustentavelmente e hoje já tem a sua posição demarcada na área dos serviços de Contabilidade e Consultoria na região de Aveiro. Conta com cinco colaboradores e dois consultores avençados na área da Fiscalidade e Direito do Trabalho e apresenta uma carteira de cerca de 150 clientes empresariais, das mais diversas áreas. A empresa é reconhecida pelos seus clientes pela sua prontidão e clareza nos esclarecimentos dos assuntos questionados.

Quais os serviços que destacaria, em particular?

Destacaria o Apoio e a Consultoria Fiscal, pois além de ser a minha formação de base, é considerado um dos mais importantes para os nossos clientes. O apoio à gestão também é muito importante e cada vez mais procurado pelos clientes.

As empresas de contabilidade e os seus profissionais nunca pararam, mesmo durante a pandemia. Como lidou a Bairrifisco com esta realidade?

Foi um ano bastante difícil, no princípio a grande preocupação foi tentar acalmar os clientes que, em desespero, ligavam constantemente a querer ouvir soluções, quando nós próprios não tínhamos resposta. Dividimo-nos em equipas e cada um dos colaboradores ficou com um tema (layoff, baixas, isolamentos profiláticos, independentes e Moes) para ir acompanhando a evolução da legislação. Ficava mais difícil, pois estávamos em teletrabalho e às vezes não era fácil comunicar. O stress e a pressão foram muito grandes, no entanto conseguimos ultrapassar mais esta etapa com distinção.

A digitalização era um processo já em curso antes da pandemia, mas com a chegada desta acabou por acelerar. Como se posiciona a Bairrifisco perante esta realidade?

A alteração do software com o qual a empresa trabalha ocorreu em 2020, fruto de algumas negociações que já estavam a decorrer antes do início da pandemia, o que permitiu que durante este ano já se trabalhasse muito na base do digital. É um processo difícil, nomeadamente na mentalização dos clientes com idade mais avançada, no entanto acho que conseguiremos no curto prazo ter grande parte do nosso arquivo em formato digital.

No que respeita à área profissional da Contabilidade, como avalia o reconhecimento que é dado a estes profissionais?

A nossa profissão tem vindo a ganhar notoriedade na sociedade pelos serviços que presta. Somos reconhecidos como o parceiro estratégico e de interajuda na Fiscalidade e Gestão da empresa. No entanto, acho que ainda há um longo caminho a percorrer por forma a que toda a sociedade tenha esse ponto de vista.

Como se posiciona a Bairrifisco relativamente ao futuro?

A empresa neste momento está sustentável e penso que continuará no futuro o percurso que fez até aqui. Estes dois anos foram uma mudança de paradigma de muitas situações, que nos obrigou a repensar o negócio e adaptarmo-nos com rapidez a esta nova realidade. Foi toda uma aprendizagem que nos permitirá trazer melhores condições no futuro, quer a nível económico como do bem-estar social da empresa. A retoma penso que já começou, no entanto iremos ter retoma a várias velocidades, dependendo dos setores económicos. Penso que o facto de terem existido setores que não foram afetados pela pandemia permitirá que a retoma seja feita mais rapidamente, no entanto temos que estar alerta pois a crise sanitária ainda está aí e não sabemos se a vacinação nos trará a tão desejada imunidade de grupo. Um novo fecho da economia será fatal para muitas empresas, nomeadamente no setor do turismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here