“As nossas pessoas são felizes no local de trabalho”

A diconium em Portugal venceu, há pouco tempo, o prémio Best Workplace, atribuído pela Great Place to Work, e também o relativo à Qualidade de Vida, que integra a área ESG. Pedro Alves, director software engineering, explica a importância destes prémios e a responsabilidade acrescida que isso traz à empresa.

0
408

A diconium em Portugal venceu, recentemente, o prémio Best Workplace pela Great Place to Work, e também na categoria de Qualidade de Vida, que integra a área ESG. Este é um aspeto matriz da filosofia da empresa desde a sua criação. Em que se reflete, junto da vossa equipa?

É de facto uma distinção que toda a nossa equipa se orgulha. A diconium em Portugal tem procurado garantir um crescimento sustentado numa cultura e filosofia que se traduzem num feedback bastante positivo das nossas pessoas. Desde cedo, o ambiente de confiança e proximidade entre todos destaca-se, bem como as boas práticas que permitem fomentar junto dos nossos colaboradores um excelente worklife balance, onde a flexibilidade
dentro do nosso modelo híbrido é uma mais-valia.

Tendo em consideração os aspetos referidos acima, como é que os mesmos se refletem no ambiente de escritório e relacionamento interpessoal dos colaboradores?

Permitir que cada pessoa seja feliz no seu local de trabalho é fulcral para o seu bem-estar. E é mesmo isto que sentimos. Que há um nível de confiança e espaço para sermos o que queremos ser e fazer. Além do bem-estar
individual, procuramos o sentido de comunidade. As nossas pessoas têm a autonomia para partilhar o seu conhecimento, e participam ativamente neste ambiente colaborativo. Todos estes fatores se refletem nos nossos índices de produtividade.

Com a atribuição dos prémios Great Place to Work, a responsabilidade para com os colaboradores e o seu bem-estar aumenta?

Aumenta. A garantia e confirmação através destes prémios valoriza o nosso nível de confiança. O orgulho interno na nossa organização e cultura reflete-se no bem-estar do nosso dia a dia. E isto é fruto do trabalho individual e coletivo. Temos um conjunto de ações em curso para que possamos ser melhores em dimensões onde a experiência do colaborador seja mais alavancada, que passam por melhorar ainda mais a experiência do nosso processo de onboarding, bem como garantir que o colaborador se sinta ainda mais realizado no seu dia a dia e que passam também pelos temas da diversidade e inclusão, adaptando as suas necessidades pessoais e ambições à sua vida profissional.

O ESG é constituído também pelo Environmental e Governance. No que respeita à sustentabilidade, a diconium tem cuidado na redução da pegada carbónica que produz e que os seus clientes produzem. Que caminho estão a percorrer para a sua redução?

Para além do incentivo mensal à mobilidade sustentada que damos às nossas pessoas, encorajá-las com questões ambientais, bem como os nossos escritórios estarem preparados com medidas sustentáveis, o grupo da diconium tem investido para a criação do Sustainability Hub. Esta é uma iniciativa onde o entusiasmo tecnológico
encontra a responsabilidade. Vemos a sustentabilidade como uma premissa que influencia tudo o que fazemos. Este Hub torna-se um think tank e comunidade para gerar projetos em torno da sustentabilidade, ética e responsabilidade social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here