O criador que se faz ouvir

Foi exatamente no dia em que comemorou 13 anos de existência que a Flood Lda abriu as suas portas nos arredores de Coimbra e se fez ouvir – em alto e bom som – à Valor Magazine, demonstrando mais uma vez que o trabalhador português produz com qualidade quando lhe é fornecido o mínimo de recursos. Com a vasta experiência de Pedro Oliveira na vertente eletrónica e acústica, a Flood Lda promete não parar de crescer na produção de equipamentos de som.

0
442
Pedro Oliveira, administrador

Numa carreira inteira ligada à eletrónica, Pedro Oliveira dedicou grande parte dela à reparação, desenho e manutenção dos aparelhos. Em determinado momento “quis dar um passo em frente”, e decidiu apostar num setor mais específico: “O acústico foi a opção. Dentro do acústico encontram-se uma série de áreas adjacentes com uma grande propriedade de tecnologia, o que significa que não se trabalha apenas o som em si. O desenho, as ligações, o transporte, o peso… todos esses fatores têm que se conjugar entre si. Acima de tudo, queremos criar algo que toque com eficiência, e que seja prático ao mesmo tempo”.
E qual foi a fórmula para que Pedro Oliveira, juntamente com a sua equipa, se instalasse no mercado e conseguisse disputar com as grandes marcas internacionais?

queremos criar algo que toque com eficiência, e que seja prático ao mesmo tempo

Apostando em rentabilizar ao máximo cada centímetro de produção, podendo proporcionar alta qualidade de som e utilizando o menor espaço possível. “O objetivo principal passa por conseguir produzir algo pequeno com muito power, muito rendimento. Queremos fazer equipamentos dos quais se possa tirar o máximo partido, tendo sempre consciente a lógica do transporte e do rendimento”, explica o gerente.

Pedro Oliveira sempre depositou confiança nos seus conhecimentos e na carteira de clientes que já possuía, que hoje levam o equipamento da Flood Lda a territórios exóticos como Cabo Verde, Angola ou Guiné, ou a países como Noruega e Dinamarca. E a verdade é que hoje a Flood Lda, segundo o próprio “já rivaliza com marcas de topo internacionais, que existem há muito mais tempo”. O empreendedor garante ainda que muitas vezes tem “conseguido atrapalhar essas grandes máquinas do mercado”, mesmo sem gastar um décimo das verbas em marketing e publicidade. Além do mais, realça que os grandes nomes nem sempre são sinónimo de qualidade garantida: “Muitas vezes essas marcas que vemos todos os dias não produzem equipamentos de qualidade superior àquela que nós fazemos. São inúmeras as vezes que testamos esses produtos e percebemos isso”.

é mais difícil ser reconhecido cá do que em território internacional

Com a exportação a ocupar a maior parte da faturação da empresa, Pedro Oliveira reitera que “é mais difícil ser reconhecido cá do que em território internacional”, e confessa a presença do “estigma de que o que se faz lá fora é sempre melhor do que o que se produz aqui”. E justifica: “Existem vários exemplos de reconhecimento que só é obtido quando saímos de Portugal. Já aconteceu várias vezes estar no estrangeiro e cruzar-me com artistas nacionais que ficam admirados com a qualidade do nosso equipamento e perguntam-nos como nunca ouviram falar na nossa marca antes. Isso tem de ser sinal de alguma coisa”, conclui.

Apesar das dificuldades na aquisição de mão-de-obra e de colaboradores na área técnica, que se tem traduzido “numa mudança de paradigma, onde agora há trabalho disponível mas não há pessoal para esses mesmos setores”, a Flood Lda oferece soluções de equipamento cada vez mais arrojadas, que prometem desafiar o futuro da acústica. Uma das últimas criações de Pedro Oliveira foi uma coluna 4×12, com 5000w e 145db por caixa, que para o leitor menos especializado, ilustra mais uma vez a rentabilização máxima usando a menor quantidade possível de armazenamento.

Com equipamentos preparados para tudo o que envolve a difusão do som em maior escala, como concertos, espetáculos, cinema ou atrações, a Flood Lda conta ainda com uma patente que resulta da existência de um modelo que permite a criação de várias colunas indexadas no mesmo espaço, sem que as barreiras de som interfiram entre elas. Esta solução, que foi criada por Pedro Oliveira, promete ser um dos argumentos para que a empresa coimbrense se faça ouvir cada vez mais em Portugal e no Mundo.

a Flood Lda oferece soluções de equipamento cada vez mais arrojadas, que prometem desafiar o futuro da acústica

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here