Consultoria de Gestão próxima do cliente

A Statera presta serviços de Contabilidade, Consultoria e Apoio Fiscal. Sendo uma empresa que aposta na proximidade com o cliente e em ser uma parceira dos mesmos rumo ao futuro, o diretor, Carlos Correia, vê o futuro de uma forma motivada e relembra que, durante a pandemia, a Statera esteve sempre ao lado dos clientes.

1
495
Carlos Correia, diretor

Como descreveria a sua forma de estar no mercado, sobretudo no que se refere à forma de estar com os clientes?

A Statera possui como estratégica de mercado a disponibilidade de um serviço de exclusividade para com o cliente. É na proximidade com este, quer seja individual ou entidade coletiva, que reside a nossa diferença. A Statera possui como objetivo um crescimento sustentado, baseado na sua missão, visão e valores. É nesta forma de estar um pouco mais “premium” que a Statera quer manter a sua atividade, pois só assim poderá diferenciar-se. Desta forma, mesmo apostando nas novas tecnologias, o cliente será sempre convidado a perceber a importância, por exemplo, de um Balancete e de uma demonstração financeira e de compreender todas as peças contabilísticas da sua organização, num intuito de um serviço de transparência e confiança mútuas.

De entre os serviços que desenvolvem, a Consultoria tem um destaque evidente. Este é já um serviço reconhecido como mais-valia pelos empresários?

A Contabilidade e a Fiscalidade são disciplinas diferentes, que, no entanto, se cruzam intimamente nas entidades, e é da conjugação destas duas que a Consultoria nasce, o qual, não sendo somente um trabalho de contabilista de registo de documentos e apuramento de impostos, é também, como entidade prestadora de serviços integrados, um complemento de apoio à gestão empresarial. E é esse o serviço integrado que os clientes procuram. O cliente procura um gestor e não somente um contabilista. Esta afirmação poderá ser polémica, porém tratando-se de um tecido de entidades a operar em Portugal, de dimensão reduzida, estas não terão o suporte de gestão interna necessário, pelo que nos procuram como parceiros para esse efeito.

Como pode a Statera ajudar os clientes, no que respeita às análises financeiras e ao apoio que presta na gestão da empresa? Foi uma área particularmente importante, em tempos de pandemia?

O processo de prestação de serviços que resultou do processo pandémico que ainda vivemos manteve-se sob, basicamente, todos os âmbitos da nossa esfera de serviços. A aposta no software tinha sido realizada previamente, logo no início desta empresa, faz oito anos, pois percebemos que a mobilidade dos nossos recursos teria de ser uma realidade por via da prestação de serviços nas instalações do cliente. Com a pandemia, o local de trabalho somente mudou, do escritório do cliente, para a habitação dos nossos colaboradores. Quanto à Consultoria, surgiram novos desafios, pois fomos convidados a prestar serviços de apoio em processos de avaliação, fusão, cisão além de alguma formação de RH, de forma a estes se encontrarem preparados para os processos em questão.

Como caracteriza a sua carteira de clientes?

A Statera possui uma carteira de clientes muito diversificada na sua área de negócio, forma de atuar no mercado e origem geográfica. Trabalhamos com clientes de mais de 35 nacionalidades de origem, obrigando a um reporte diversificado, quer na forma de ser elaborado, quer nos timings deste aos clientes e às autoridades respetivas.

Relativamente à Statera, como ultrapassou este período e como antecipa o futuro?

Na nossa atividade, vemos com motivação o futuro, pois esta área será sempre necessária nas empresas, uma vez que a necessidade de informação é diária e hermética e as entidades não têm nem recursos humanos nem financeiros, nem ainda tempo disponível, para gerir tamanho volume e complexidade de informação. A Statera ultrapassou, até agora, este período porque entreajudámo-nos com os nossos clientes. É desta colaboração mútua que as parcerias resultam. Tomámos decisões, fomos arrojados. Quinze dias após o início da pandemia, a Statera faturou as suas avenças com um desconto de forma que os seus clientes soubessem que estávamos ali, a reduzir as nossas margens, mas dispostos a prosseguir com eles, no futuro. Só assim poderemos pensar o futuro, em parcerias. Os nossos concorrentes, antes de ameaça, constituem parceiros com os quais, muitas vezes, trabalhamos em projetos comuns. E é assim que os laços se estreitam e que existe uma saudável concorrência.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here