Saica Natur: cuidar, valorizar, desafiar

Com a missão de proporcionar soluções sustentáveis de papel e cartão para packaging, ao mesmo tempo que desenvolve a circularidade na gestão de resíduos, a Saica Natur prima pela confiança e eficiência. Paulo Serra, Regional Director West Iberia da empresa, garante que, para o futuro da Saica Natur, está reservado um crescimento sustentado e rentável.

0
623
Paulo Serra, West Regional Director

No que diz respeito à economia verde, o que podemos esperar da Saica Natur?

A nossa missão é algo muito intrínseco ao grupo. A circularidade, a sustentabilidade, o trabalhar para arranjar soluções mais eficientes do ponto de vista energético… Isto associado ao facto de que trabalhamos com material muito nobre: o papel e cartão reciclado. A nossa divisão Paper processa 3,1 milhões de toneladas de papel e cartão que é 100 por cento reciclado. Tudo tem a ver com a questão da sustentabilidade e da circularidade, que se traduz de forma tangível em pacotes de serviços que oferecemos aos nossos clientes.

A que tipo de pacotes de serviços se refere?

A Saica Natur é responsável por cerca de 45 por cento do fornecimento de papel e cartão para produção. Dedicamo-nos, no entanto, à gestão integral e global dos resíduos dos nossos clientes, a quem prestamos um serviço de gestão desses mesmos ecossistemas de resíduos e que, posteriormente, preparamos para enviar para as fábricas ou outros destinos de valorização. Do ponto de vista estrutural, temos quatro produtos essenciais. O “Saica Material”, em que nos dedicamos a fazer uma análise de quais são os vários fluxos de resíduos dos clientes, com vista a melhorar a potencial valorização desses mesmos resíduos; o “Saica Efficiency”, que se dedica a avaliar o processo; o “Saica Zero”, que busca a minimização de envio de resíduos para aterro. Neste âmbito, criámos dois selos certificados por uma entidade externa e, se conseguirmos atingir o objetivo acima dos 95 por cento do total de resíduos que não são enviados para aterro, o cliente é elegível para começar o processo de análise de atribuição do selo. Por fim, temos o “Saica Circular”, em que garantimos ao cliente que os resíduos que recolhemos e tratamos voltam a ele na forma de embalagens que este compra (caixas ou sacos de plástico).

Como se posiciona a Saica Natur para se manter na vanguarda deste setor?

Esta indústria tem dado saltos importantes em termos qualitativos e de sofisticação. O que noto é que, quando apresentamos um portefólio de serviços como o que descrevi anteriormente, a recetividade é total e absoluta. Outra questão é se as empresas estão preparadas para o fazer, porque isto implica uma mudança de pensamentos, processos e, muitas vezes, de investimento.

Essa disponibilidade para a mudança já existe no mercado português?

Nesta área, não interessa onde se está, mas onde se quer chegar. É compreensível que não estejamos todos no mesmo nível de sofisticação. Por outro lado, em Portugal, perante uma apresentação dos nossos serviços, nunca tive um comentário que não revelasse uma consciência da importância do que estamos a falar. Eu diria que existe um salto quantitativo e qualitativo no tipo de respostas que recebemos do nosso tecido empresarial.

O desenvolvimento tecnológico é uma parte fundamental do vosso trabalho?

Na Saica Natur temos três valores que determinam as linhas de atuação: “We Care”, “We Value” e “We Challenge”. “We Value” tem a ver com uma definição de qualidade e de serviço que está em permanente melhoria, porque a constante busca de como podemos tornar os nossos processos mais eficientes é um dos nossos eixos de trabalho. Estamos organizados por centros de competência que asseguram que existe um foco muito grande no acesso às últimas tecnologias e que isso chega, da forma mais eficaz, a todas as nossas fábricas e regiões. Há ainda a questão da segurança. Este ano, a maior fatia do investimento está relacionada com questões de segurança dos nossos trabalhadores e dos nossos clientes. Somos absolutamente focados e, se não é seguro, paramos o processo.

Quais são os objetivos futuros da Saica Natur?

Primeiro, a questão da segurança. Depois, a questão da eficiência. Temos programas muito específicos de melhoria de eficiência da nossa operação que passam por várias ferramentas, desde investimentos em equipamentos novos a muita formação. Por fim, o crescimento. A nossa presença no mercado não reflete ainda na sua plenitude a qualidade das nossas propostas e, portanto, um dos nossos desígnios futuros é um crescimento sustentado e rentável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here