Seguros personalizados, soluções únicas

A Axion Seguros completou, em 2021, quatro anos de atividade na área da mediação de seguros, mas conta com mais de 30 anos de experiência acumulada neste setor. O responsável pelo projeto, Henrique Alves, explicou como tem sido possível continuar a crescer e qual a influência que a pandemia teve na procura de seguros.

0
493
Colaboradores e parceiros

Que análise faz da evolução da empresa, relativamente à forma como se posiciona no mercado e à forma de estar com os clientes?

A Axion Seguros tem na sua base mais de 30 anos de experiência acumulada no setor segurador. A empresa tem crescido em todos os seus exercícios, fruto de dois pilares principais: crescimento orgânico e crescimento por integração. O primeiro está diretamente relacionado com a capacidade que temos tido na aquisição de novos negócios, através das formas mais tradicionais de prospeção – as nossas duas lojas de atendimento ao público, em Sintra e Carcavelos – bem como através das plataformas digitais e redes sociais: Linkedin, Facebook e Instagram. O segundo tem sido a aposta em parcerias com outros agentes de seguros e PDEADS (Pessoas Diretamente Envolvidas na Distribuição de Seguros). Queremos ser uma plataforma de trabalho e de parceria para outros agentes que, a coberto da nossa estrutura e das relações comerciais que mantemos com as principais seguradoras, possam não apenas aumentar o seu número de clientes e a rentabilidade do seu negócio, mas também que sintam e vivam a Axion Seguros como uma verdadeira família.

Os seguros de saúde foram muito solicitados, em tempo de pandemia. A Axion Seguros notou, efetivamente, um particular interesse por este produto?

Segundo dados da APS, em fevereiro deste ano o número de pessoas com seguro cresceu 3,3 por cento. Quase um terço da população tem seguro de saúde. Individualmente, o maior conforto que os clientes manifestam é saber que, em caso de necessidade, o acesso a cuidados de saúde será mais rápido e eficiente. Por outro lado, as empresas têm vindo a reforçar as suas políticas de benefícios, como forma de valorizar e reter os seus colaboradores, garantindo a inclusão em apólices de grupo (algumas com possibilidade de adicionar os agregados familiares).

Quais os seguros – Vida e Não Vida – que mais se destacaram no que respeita à procura?

Os seguros de Saúde, Vida Risco e Acidentes Pessoais são hoje avaliados pelos clientes de outra forma, julgo que há um maior sentido de previdência face ao risco. Até à Covid-19, dificilmente alguém iria valorizar avaliar as exclusões por pandemia. Acredito que, futuramente, ninguém deixará de querer ver incluída esta garantia. As seguradoras enfrentam enormes desafios deste ponto de vista, mas as soluções já estão a ser criadas e centradas naquilo que são as necessidades individuais de cada cliente.

Como conseguiu a Axion manter-se em contacto com os seus clientes, mesmo durante o período pandémico?

Tudo o que fizemos a partir do dia 12 de março de 2020 foi logisticamente fácil. À data já tínhamos a maioria das nossas tarefas assentes em processos digitais, já tínhamos a informação organizada e armazenada na “nuvem”, com acesso remoto em qualquer lugar com acesso à internet e, ao longo do tempo, temos vindo a adotar soluções informáticas que nos permitem gerir a nossa carteira de seguros de forma descentralizada e desmaterializada, na maioria das vezes em articulação com as seguradoras nossas parceiras.

Como avalia o futuro, no que respeita às soluções de seguros existentes? E relativamente à Axion, há possibilidade de crescer?

As chamadas Insurtech irão desempenhar um papel fundamental em como os clientes interagem com as seguradoras e a forma como consomem seguros. A evolução tenderá para soluções mais customizadas e para relações mais business to consumer (B2C) e de pay per use, o que deixa a mediação numa posição mais frágil enquanto distribuidores. O nosso papel continuará a ser fundamental no mercado dos seguros não obrigatórios e a experiência no aconselhamento continuará a ser valorizada, quer por particulares, quer por empresas. Estamos dedicados em continuar a fazer crescer a Axion Seguros, aumentando a nossa presença geográfica, espelho disso mesmo, é a recente nomeação de um embaixador da Axion Seguros para a região centro do país, alguém profundamente conhecedor deste mercado. Crescemos a ouvir dizer que “os seguros são um negócio de pessoas” e desejamos muito que assim se mantenha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here