“A energia solar é, hoje, um dos investimentos mais rentáveis”

A Solarshop é uma loja online que disponibiliza aos clientes – particulares e empresas – uma vasta gama de produtos relacionados com a energia solar, a sua respetiva montagem e acompanhamento pré e pós-venda. À Valor Magazine, o CEO, Pedro Lima, explicou as vantagens desta energia “verde”e salientou a importância de ser uma empresa com parceiros próximos e clientes fiéis, sobretudo no que respeita ao problema – que se vem acentuando – da escassez de componentes para alguns destes equipamentos.

0
173

A Solarshop surgiu em 2011 no mercado das energias renováveis e, nestes últimos 10 anos, esta área mudou substantivamente. Que avaliação faz da evolução do mercado e do maior interesse demonstrado pelos produtos relacionados com energia solar?

A energia solar já é, e continuará a ser, a principal fonte de energia verde worldwide. Em Portugal tardamos
um pouco mais a ter essa mesma consciência, mas a pandemia veio levantar algumas questões e uma delas foi a necessidade de subsistências energéticas, tanto das famílias, como da indústria e, desde então, tem-se notado um aumento gradual e progressivo de procura, tanto de sistemas on-grid, bem como de sistemas híbridos com baterias.

Quão importante foi a atribuição, por parte da União Europeia, de alguns apoios para a instalação – por parte de particulares e empresas – de painéis fotovoltaicos? Isso ajudou a que as famílias e as empresas aderissem mais rapidamente à colocação de painéis fotovoltaicos, por exemplo?

Os apoios europeus vieram dar uma alavancagem ao efeito decisório, tanto das famílias, como das empresas, uma vez que o investimento realizado nas instalações era revertido num montante até 2500 euros por parte dos particulares, fazendo disparar a procura por parte dos particulares como nunca antes em Portugal.

Enquanto loja, que produtos disponibilizam para a área da “energia verde”?

Na nossa loja online disponibilizamos todos os produtos para sistemas fotovoltaicos, tanto on-grid, como isolados, e ainda soluções para bombagem solar e aproveitamento dos excedentes de produção solar para aquecimento habitacional.

Considerando que alguns destes produtos são construídos com peças que escasseiam, ainda em resultado da pandemia, há profissionais do setor que alertam para o facto de que a maior procura por parte das famílias e das empresas poderá gerar escassez nos materiais, logo o preço poderá subir. É uma dificuldade com a qual a Solarshop já se debate?

A Solarshop, devido às estreitas relações que foi criando ao longo dos seus 11 anos de existência, foi criando fortes parcerias no setor, fazendo com que ainda que tenhamos alguma escassez em produtos de forma pontual, ainda assim temos um vasto stock, que pode ser visto no nosso portfolio online, com o qual pretendemos minimizar o impacto da escassez mundial de alguns componentes, para todos os nossos clientes e parceiros.

Considerando o preço que a energia alcançou, as empresas estão a ter muita dificuldade em conseguir assumir as contas de energia da rede. Como pode a energia solar contribuir para a redução da fatura das empresas, em particular, e simultaneamente das famílias?

A energia solar pode ter um papel preponderante na diminuição dos gastos energéticos ao nível residencial, mas principalmente comercial e industrial onde, em muitos casos, as contas energéticas quadruplicaram em relação ao período homólogo de 2021. O investimento em sistemas solares é, ao dia de hoje, uma das formas mais rápidas de rentabilizar esse mesmo investimento e de obter uma poupança de, pelo menos, 15 anos ou 25 anos, dependendo da qualidade e garantia dos módulos instalados, contribuindo assim para um futuro mais sustentável e económico a nível global.

A Solarshop realiza webinares, com frequência, para dar a conhecer os seus produtos e as suas características, bem como para realçar as vantagens da utilização da energia solar. Este é um meio importante para chegar ao vosso público?

Nós fazemos várias intervenções de marketing e apoio aos nossos clientes e uma delas são realmente os webinares, com os quais pretendemos munir todos os parceiros com capacidade técnica para a venda dos sistemas, mas principalmente para que entendam e passem a mensagem da diferenciação entre artigos de qualidade, sendo de resto uma das imagens de marca da Solarshop, em detrimento de artigos mais económicos, mas muitas vezes de qualidade duvidosa, ainda que possam elucidar e explicar aos seus próprios clientes o sistema mais adequado à necessidade dos mesmos.

A Scoring distinguiu, pelo segundo ano consecutivo, a Solarshop com o selo Top PME 5%. Quão importante é esta distinção para a definição do vosso caminho, enquanto empresa?

É sempre importante, enquanto empresa, sermos distinguidos com alguns prémios, até mesmo pela confiança que passa para todos os profissionais que ainda não trabalham connosco. No caso deste prémio, é um selo de qualidade e saúde financeira, não havendo qualquer risco de não cumprimento de garantia pela parte da Solarshop, mas digo-lhe de coração cheio que os nossos melhores prémios vêm dos nossos clientes, fiéis e dedicados, que dão valor não só ao preço da compra, mas a todo o trabalho que está por detrás da mesma, sendo ao nível do apoio técnico e comercial pré-venda, bem como o pós-venda técnico, na ajuda de qualquer problema que surja durante ou depois de cada instalação.

Como avalia o caminho que a energia solar está a fazer no nosso país? Parece-lhe que há espaço para continuar a crescer? E relativamente à Solarshop, o caminho também passa pelo crescimento?

A energia solar em Portugal só agora começou a desenvolver-se em condições, portanto acreditamos que, nos próximos 10 anos, teremos ainda muita margem de crescimento tanto de demanda, bem como de empresa, onde esperamos poder melhorar a cada dia e acompanhar as necessidades de mercado e de serviço ao cliente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here