Especialistas em software específico

A Urbinfor é uma empresa que desenvolve software aplicado a setores específicos. No setor da panificação e pastelaria encontramos o GPanifica, que é o grande exemplo do trabalho desta empresa, fundada por João Chasqueira e da qual a filha, Cátia Chasqueira, também faz parte. A especificidade deste software é o que o torna único e é por este caminho – da unicidade e criação de softwares adequados a cada setor – que a Urbinfor quer ir.

0
643
João e Cátia Chasqueira, fundador e diretora

O que distingue a Urbinfor de outras empresas do setor tecnológico?

João Chasqueira (J.C.): A nossa mais-valia e o que nos distingue das restantes empresas do setor tecnológico é a especificidade, o conhecimento aprofundado dos setores que pretendemos trabalhar e o acompanhamento das necessidades de cada um deles. Em 2007 fomos contactados por empresas da área da panificação e pastelaria, que nos lançaram o
desafio de desenvolver um software específico para este mercado e foi aí que começámos a desenvolver aquele que é o nosso principal produto – o GPanifica.

Como se caracteriza o GPanifica e quais as mais-valias para as empresas que o utilizam?

J.C.: O GPanifica foi criado por mim, há 14 anos, mediante as necessidades dos primeiros clientes que contactaram a Urbinfor. Eles mostraram-me como funcionava o setor, que necessidades reais do dia a dia eram importantes suprir, sobretudo no que respeitava à gestão das suas empresas. Hoje, o GPanifica consegue dar informação, em tempo real, de como está a correr o negócio: quais foram as matérias-primas gastas, quanto se vendeu em cada loja ou em cada rota de distribuição, se as encomendas aumentaram ou diminuíram, entre outros. As grandes necessidades que agora surgem são identificadas pelos clientes e somos desafiados a colocá-las no GPanifica. O trabalho é feito em parceria com os clientes, no sentido de acompanhar a evolução do mercado, identificar as necessidades do mesmo e quais as respostas que o software deve ser capaz de dar. A título de exemplo, hoje trabalha-se
mais com produto congelado e é importante perceber, em tempo real, qual o stock existente,
quando é necessário voltar a produzir, que matéria-prima está disponível, controlar a rastreabilidade do stock, etc. Todos os dias há desafios novos.

Cátia Chasqueira (C.C.): A nossa mais-valia é esta especificidade. Estamos apostados num produto específico, num setor específico e que tem sofrido grandes mudanças, nomeadamente nos processos produtivos, na distribuição e nos padrões de consumo. No entanto o GPanifica não é apenas um software de gestão que permite automatizar e
otimizar a empresa. Em muitos casos, a implementação do GPanifica permite uma
verdadeira transformação digital na empresa. Importa explicar às empresas que, quando adquirem este software, estão a adquirir um conjunto de boas práticas que queremos partilhar com elas.

A Urbinfor é uma empresa que já se internacionalizou. Para que países se deu essa
expansão? Existe a possibilidade de continuar este processo?

C.C.: Neste momento estamos presentes em Angola, Cabo Verde e, mais recentemente, na Suíça. Não tem avançado tão rapidamente quanto gostaríamos, mas temos razões para isso, como o facto de o GPanifica ser um software também de faturação, o que obriga a que responda às questões fiscais de cada país, e isso acaba por fazer demorar um pouco mais a nossa entrada em cada país. Mas temos um mercado muito grande na Europa – a França tem uma tradição imensa em panificação também. A mesma coisa com a Alemanha e, como já visitámos muitas feiras internacionais, sabemos que não há muitas empresas com um produto do mesmo género que o nosso. Este ano temos já contactos iniciados com Embaixadas, com Câmaras de Comércio e estamos a fazer o nosso caminho.

Como será a evolução da Urbinfor e do próprio software GPanifica? Existem outros projetos possíveis?

C.C.: O GPanifica, apesar de já estar bastante desenvolvido, nunca para de evoluir. A próxima ideia está relacionada com machine learning, cujo objetivo é podermos aplicar modelos preditivos de consumos, antecipando o que será o consumo em épocas específicas do ano. Relativamente a outros negócios, aquilo que queremos que nos distinga é a nossa
especificidade, pelo que quaisquer produtos que venhamos a desenvolver para outras áreas terão sempre este conceito específico. Queremos abrir novos projetos de software para outras áreas e outros mercados, mas sempre de forma específica e integrada. Estão em cima da mesa setores como o agrícola e o setor do retalho não alimentar, no qual já temos alguns projetos implementados.

Visite-nos em www.urbinfor.pt

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here